Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cresce 20% a procura por R.G. para bebês em São Paulo

Pais tiram a primeira carteira de identidade dos filhos cada vez mais cedo, indicam dados do Poupatempo

As crianças paulistas estão tirando o primeiro R.G. cada vez mais cedo, segundo dados do governo do estado. Mais de 187.000 pequenos com idade até 3 anos tiraram a carteira de identidade em 2014, ante 156.800 no ano anterior – uma alta de 20%, indicam registros do Poupatempo. Nos primeiros seis meses de 2015 já são 95.000 crianças .

Do total de 439.000 crianças que tiraram acarteira de identidade desde 2013, 166.400, ou 37%, tinham menos de um ano de idade.

Um dos motivos da crescente procura do R.G. é que ele tem uma durabilidade maior do que a Certidão de Nascimento, que se deteriora facilmente. Além disso, os pais consideram que o documento é uma garantia em termos de segurança, por ter a foto e as impressões digitais do bebê.

Mas nem sempre tirar o documento dos pequenos é uma tarefa simples. “As crianças às vezes se assustam com as luvas usadas pelos técnicos que fazem a coleta biométrica, pois acham que vão tomar vacina”, conta uma assistente administrativa do Poupatempo. Para contornar a situação, os funcionários precisam ser criativos. “Eles usam uma luva como bexiga para distrair as crianças durante o atendimento”, conta.

Para tirar o RG é preciso agendar a ida ao Poupatempo. O primeiro R.G. é gratuito e tem validade de dezoito anos. O segundo documento custa 31,88 reais.

(Da redação)