Clique e assine a partir de 9,90/mês

Capitã da PM do Rio é presa por incitar greve no Facebook

Ana Paula Moutinho, do batalhão da Barra da Tijuca, apoiou paralisação em post na rede social; ‘Só cuidaremos dos nossos! Fujam para as colinas’, escreveu

Por Da redação - 10 fev 2017, 13h55

A capitã da Polícia Militar Ana Paula Moutinho, lotada no 31º batalhão, na Barra da Tijuca, Zona Norte do Rio, foi presa administrativamente na quinta-feira por fazer incitação à greve da PM em seu perfil no Facebook. A Polícia Militar considera que suas mensagens eram “agressivas à sociedade”. A policial ficará detida até domingo, dia 12.

O comando do 31º BPM diz ter tomado a medida em cumprimento ao Regulamento Disciplinar da Polícia Militar. A greve de policiais militares é considerada inconstitucional – na prisão administrativa, o policial fica detido em uma unidade da PM.

Em seu perfil, Ana Paula escreveu que a PM não iria atuar como de costume e afirmou que a sociedade ficaria desguarnecida. “Só cuidaremos dos nossos! Fujam para as colinas”, dizia a mensagem. Nesta sexta-feira, amigos de Ana Paula demonstraram preocupação com sua situação e classificam a prisão como “injusta”.

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Parabéns pela atitude, estou solidário com todos vocês!

Posted by Amilton Soarez on Friday, February 10, 2017

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Injustiça só digo isso, você não merece!!!

Posted by Felipe Senna on Friday, February 10, 2017

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

Segundo a PM informa desde a manhã desta sexta, o policiamento no Estado do Rio está normal, mesmo com familiares de policiais bloqueando a frente de batalhões da entidade. A troca de PMs foi feita normalmente no turno da manhã.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade