Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Candidato do governador, Roberto Claudio vence em Fortaleza

Atual presidente da Assembleia Legislativa cearense foi eleito com 53,19%

Aliado histórico e apoiador de primeira hora dos petistas, o PSB impôs neste domingo mais uma derrota ao PT na disputa pelas prefeituras de capitais nordestinas. Com apoio maciço do governador do Ceará (PSB), Cid Gomes, o atual presidente da Assembleia Legislativa cearense, Roberto Claudio, foi eleito com 53,19%, derrotando o ex-secretário de Educação, Elmano de Freitas (PT), que contabilizou 46,81% na corrida pelo Poder Executivo em Fortaleza.

O processo de convencimento dos mais de 1,6 milhão de eleitores fortalezenses foi caracterizado por trocas de acusações entre os candidatos e críticas abertas à má avaliada gestão da prefeita Luizianne Lins (PT) e ao governo estadual do socialista Cid Gomes. Elmano de Freitas, novato em disputas eleitorais, focou a artilharia em polêmicas como a iniciativa da gestão estadual de questionar no Supremo Tribunal Federal (STF) a legalidade sobre o piso nacional dos professores. Roberto Claudio, por sua vez, utilizou denúncias de irregularidades na concessão de empréstimos consignados para atacar o adversário.

Na quinta maior capital do país, o médico sanitarista Roberto Claudio começou a campanha com pouco menos de 5% das intenções de voto e chegou ao primeiro turno, em 7 de outubro, com 23,32% da preferência do eleitorado. Na reta final da disputa pelo Palácio do Bispo, foi impedido de vincular sua imagem à da presidente Dilma Rousseff, mas contou com apoio em maior escala de Cid Gomes, que se licenciou do Executivo estadual para pedir votos, em dedicação exclusiva, para a candidatura do deputado socialista. Na manhã deste domingo, durante a votação, aliados do candidato do PSB estimavam vitória com diferença de 40.000 votos.

Padrinhos políticos – Se as capitais do Nordeste foram deixadas de lado pelo ex-presidente Lula no primeiro turno, o petista utilizou seu capital político para pedir pessoalmente, na última semana, votos em favor de Elmano Freitas. Ao lado de Luizianne Lins, tentou conter o crescimento exponencial do PSB, um dos maiores vitoriosos no primeiro turno, e mandou um recado ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos, virtual adversário à presidência da República em 2014. “Tenho que falar pouco e tomar muita água para que eu possa estar curado e, em 2014, fazer campanha para a Dilma se reeleger presidente”, afirmou Lula nesta semana.

O papel do ex-presidente como catalisador de votos, no entanto, não surtiu efeito. Elmano de Freitas permaneceu estável nas últimas pesquisas eleitorais. Os levantamentos de intenção de votos revelaram nos últimos dias empate técnico entre os candidatos.

No outro lado da disputa, o governador Cid Gomes, o ex-senador Ciro Gomes, o senador Eunício Oliveira (PMDB-CE) e até o ex-jogador de futebol Romário, deputado federal pelo PSB, pediram votos para Roberto Claudio.