Clique e assine a partir de 8,90/mês

Cadeia Pública de Benfica, no Rio, é evacuada após incêndio

Cinco detentos e quatro inspetores penitenciários receberam atendimento médico após inalarem fumaça. Unidade já abrigou Cabral, Picciani e Messer

Por Jana Sampaio - Atualizado em 29 jan 2020, 16h25 - Publicado em 29 jan 2020, 16h18

Após um incêndio atingir o segundo andar da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, na Zona Norte do Rio, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária informou que o prédio foi evacuado até segunda ordem. De acordo com o órgão, a unidade prisional passará por uma avaliação da Defesa Civil e do setor de Engenharia da Seap.

Ao todo, 147 internos que já passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão mantida serão transferidos para outras unidades. Outros 128 presos, que cumpriam prisão preventiva pelo não pagamento de pensão alimentícia, foram transferidos para a Casa do Albergado Crispim Ventino, também em Benfica. Já os demais detentos serão encaminhados para o quarto andar do Instituto Penal Oscar Stevenson, no mesmo bairro, que terá um andar destinado a presos que derem entrada no sistema e aguardam audiência de custódia.

O incêndio ocorreu no segundo andar da unidade prisional e cinco internos foram atendidos no pátio da cadeia com suspeita de inalação de fumaça. Quatro inspetores penitenciários, também com suspeita de inalação de fumaça, foram encaminhados para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, não há feridos graves.

Entre os presos famosos que já ocuparam as celas do presídio estão os ex-governadores Sérgio Cabral, Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho, a ex-primeira dama Adriana Ancelmo, o ex-presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro Jorge Picciani, e o ex-doleiro Dario Messer.

Continua após a publicidade
Publicidade