Clique e assine com até 92% de desconto

Briga de vendedores ambulantes deixa dois baleados na Praia de Ipanema

Atirador foi preso por policiais militares com a ajuda de banhistas na Avenida Vieira Souto, com revólver calibre 32. Tiros causaram pânico na areia

Por Da Redação 1 nov 2010, 09h56

O domingo de festa da democracia foi também de pânico na Praia de Ipanema, no Rio. Uma briga entre vendedores ambulantes terminou com dois deles baleados. O atirador foi preso minutos depois, pela polícia e com a ajuda de banhistas, quando tentava fugir pela Avenida Vieira Souto. Os baleados, que são irmãos, estão fora de perigo.

O dia de calor – apesar do céu nublado – deixou as areias lotadas. Depois de uma discussão na praia, o vendedor Fábio Coudinho Lopes, de 22 anos, decidiu buscar em sua casa, numa favela próxima, um revólver calibre 32 para ‘resolver a questão’ com os rivais. Os irmãos Ricardo e Matias Araújo de Jesus, de respectivamente 29 e 28 anos, foram atingidos por volta das 14h, no trecho da praia próximo à Rua Garcia D’Ávila.

Depois de disparar contra os irmãos, Fábio tentou fugir em sua moto, mas os próprios banhistas dificultaram a fuga e alguns chegaram a agredir o atirador. Policiais militares que estavam perto do local dispararam para o alto para dispersar a multidão.

À polícia, Fábio afirmou que os dois irmãos o haviam acusado de cometer furtos na praia – e este seria o motivo de sua vingança.

Continua após a publicidade
Publicidade