Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Brasil é o 14º no ranking de infectados pelo novo coronavírus

Taxa de letalidade subiu para 4,9%

Por Da Redação Atualizado em 9 abr 2020, 12h36 - Publicado em 9 abr 2020, 12h28

Os últimos dias trouxeram notícias difíceis para o Brasil no controle da pandemia do novo coronavírus. Isso porque não houve aceleração do surto em relação ao final de março, mas o aumento dos casos e das mortes se mantém elevado.

Na terça-feira 07, quando contabilizou 13.000 casos confirmados e 667 mortes, o país saltou para a décima quarta posição entre os países com mais infectados. Vinte dias atrás, o Brasil estava bem mais atrás, em trigésimo.

A avaliação foi feita por José Eustáquio, do Centro de Desenvolvimento e Planejamento Regional da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). 

“O flagelo do coronavírus no Brasil segue avançando acima do ritmo mundial”, diz Eustáquio.

A análise Eustáqui concluiu que entre os países do grupo BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), somos atualmente aqueles que apresentam as maiores taxas de crescimento do número de pessoas doentes pela Covid-19.

“O Brasil (com 210 milhões de habitantes), a Rússia (com 146 milhões de habitantes) e a Índia (com 1,38 bilhão de habitantes) têm taxas de crescimento do número de casos acima do crescimento médio geral. Isto quer dizer que estes 3 países devem ultrapassar o número de casos da China no espaço máximo de um mês”, afirma. 

Há um mês, o número de pessoas infectadas na China, no dia 07 de março, foi de 80,7 mil, passando para 81,8 mil no dia 07 de abril (aumento de 1,01 vezes). O Brasil tinha 19 casos e passou para 13,7 mil no mesmo período (aumento de 721 vezes).

A Índia tinha 34 casos e passou para 5,4 mil (aumento de 157 vezes). A Rússia tinha 14 casos e passou para 7,5 mil (aumento de 536 vezes) e a África do Sul tinha somente 1 caso em 07/03 e passou para 1,75 mil em 07/04 (aumento de 1,7 mil vezes), conforme gráfico abaixo.

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade