Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Berlusconi acusa revista Oggi de violar sua vida privada

Por Alberto Pizzoli 9 dez 2011, 15h04

O ex-primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, acusou nesta sexta-feira uma revista italiana dedicada à vida dos famosos de ter violado sua vida particular ao publicar “de forma ilegal” fotos de mulheres convidadas para sua mansão com o título “O harém de Berlusconi”.

O milionário de 75 anos, que comanda um império audiovisual, prestava depoimento em um julgamento em Milão contra o editor da revista Oggi, Pino Belleri, que em 2007 publicou imagens que mostravam o ex-presidente do Conselho acompanhado por cinco mulheres jovens em sua “Villa” na Sardenha.

“O fotógrafo violou a propriedade privada. Era impossível tirar fotos como essas sem entrar em um terreno privado”, argumentou Berlusconi.

Berlusconi, que não estava no governo quando o artigo foi publicado, foi captado nesta ocasião pelo fotógrafo da Oggi com uma jovem sentada em cada joelho.

Il Cavaliere assegurou que conversou sobre política com seus hóspedes, “como acontece frequentemente, já que falo quase todo o tempo de política”.

O ex-presidente do Conselho, que atualmente está sendo julgado por ter mantido relações sexuais por dinheiro com uma menor de idade e ter organizado orgias em suas residências, destacou os méritos de sua Villa Certosa como “um parque das maravilhas”.

O parque possui “um teatro, um estúdio de televisão, um jardim botânico, um museu de frutas cítricas, uma zona reservada às borboletas e às tartarugas em idade avançada”, disse. “É um parque de diversão, com uma pizzaria, uma sorveteria e um Luna Park”, acrescentou.

Continua após a publicidade

Publicidade