Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Às vésperas da Olimpíada, Temer escolhe especialista em terrorismo para chefiar Abin

Funcionário de carreira da agência, Janer Alvarenga é considerado um “experiente oficial de inteligência”

O Palácio do Planalto escolheu nesta sexta-feira o novo diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin). Janer Alvarenga, funcionário de carreira da agência e considerado um “experiente oficial de inteligência”, será o sucessor de Wilson Trezza, que pedira para deixar o cargo. Trezza apresentou a carta de demissão no mês passado, após o afastamento de Dilma Rousseff. Atendendo a um pedido do Planalto, porém, ele seguia no posto até a definição do sucessor.

Especialista em contraterrorismo, Janer Alvarenga é o atual diretor de Inteligência da Abin. Ele também já foi superintendente da agência em Pernambuco.

Janer Tesch Hosken Alvarenga integrava uma lista de dez nomes levada a Temer pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegoyen. Nas últimas semanas, Etchegoyen entrevistou um a um os candidatos à vaga.

Nesta sexta-feira, em reunião com Temer, o martelo foi finalmente batido. O novo diretor-geral da Abin assume o cargo faltando menos de dois meses para as Olímpiadas do Rio. Cabe à agência, junto com a Polícia Federal e os serviços de inteligência das Forças Armadas, monitorar eventuais ameaças terroristas ao evento. Em relatório reservado revelado na semana passada por VEJA, oficiais da Abin afirmam que o Brasil nunca esteve tão exposto a um ataque terrorista.