Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Armas de PMs são recolhidas para perícia no Rio

Por Fábio Grellet

Rio de Janeiro – A dona de casa Rosiléia da Silva, de 19 anos, morreu nesta terça-feira atingida por uma bala perdida quando estava dentro de casa, no morro do Chapadão, em Costa Barros (zona norte do Rio de Janeiro), com a única filha no colo, de 1 ano e 8 meses. O bebê foi atingido nas costas por estilhaços, mas recebeu atendimento médico e passa bem.

A casa de Rosiléia é de madeira e tem dois cômodos. Na vizinhança, policiais militares do 41º Batalhão trocavam tiros com traficantes. Ainda não se sabe de onde partiu o tiro que matou a jovem. Ela foi socorrida por policiais que usaram um veículo blindado da PM para levá-la ao Hospital Estadual Carlos Chagas, onde a mulher morreu. As armas dos PMs que participaram da operação foram recolhidas e serão submetidas à perícia. Um acusado de tráfico, de 19 anos, foi baleado, mas passa bem e está preso. A pistola que ele portava também será analisada.

O marido de Rosiléia, Carlos Henrique Martins de Oliveira, de 23 anos, havia saído para comprar pão quando a mulher foi baleada, por volta das 10 horas. Ao voltar, ele só encontrou as manchas de sangue pela casa. Além da mulher e do bebê, uma vizinha de 11 anos também estava no imóvel no momento dos tiros, mas saiu ilesa.