Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apuração do carnaval de São Paulo será ‘blindada’

Em 2012, área dos jurados foi invadida por integrantes de escolas e notas foram rasgadas; neste ano não haverá plateia e prefeitura controlará acesso

Um ano após integrantes de escolas de samba invadirem a área dos jurados e rasgarem os votos, a Prefeitura de São Paulo vai blindar a apuração deste ano para que ninguém estrague a festa. A contagem dos pontos vai acontecer sem plateia e com o dobro da segurança. No tumulto de 2012, também foram queimados carros alegóricos.

Antes organizada pela Liga Independente das Escolas de Samba, a apuração agora será totalmente administrada pela prefeitura. “Vamos cadastrar 10 integrantes de cada escola para participar”, disse o presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), Marcelo Rehder, que organiza o carnaval da cidade.

Os nomes dos cadastrados terão de ser enviados pelas agremiações para a SPTuris até 1º de fevereiro. No dia da apuração, eles terão de usar pulseiras para entrar na área reservada. “Vamos pedir que, além da direção, eles tragam integrantes como rainhas de baterias e responsáveis pelas alas”, explicou Rehder.

O sambódromo está recebendo pequenos ajustes. A principal mudança é que o Camarote da Cidade, destinado a convidados da prefeitura e parceiros, ficará no Espaço da Cidade. A área ficou pronta no final do ano passado e já foi utilizada para eventos, como a festa do Festival de Cinema de São Paulo.

Leia também:

Império da Casa Verde perde verba da prefeitura para 2013

Presos apontam complô para impedir Carnaval de ter campeã

(Com Estadão Conteúdo)