Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apagão deixa zona norte e Galeão sem energia

Cerca de 1 milhão de clientes das concessionárias Light e Ampla foram afetados. Companhias aéreas fecharam guichês e linha 2 do metrô ficou parada por quase uma hora

Um apagão na manhã desta terça-feira deixou vários bairros e cidades da Baixada Fluminense sem energia. Ao todo, cerca de 1 milhão de clientes das concessionárias Light e Ampla enfrentaram problemas entre as 10h e o meio-dia. Também foram afetados a linha 2 do metrô – que corta a zona norte – e setores do Aeroporto Internacional do Galeão/Tom Jobim, na Ilha do Governador. Municípios da Baixada Fluminense também ficaram às escuras.

A Light informou, às 12h, que o fornecimento de energia foi totalmente restabelecido na zona norte do Rio. Na capital e em cidades da baixada, foram afetados 840 mil clientes da empresa.

A concessionária Ampla, que atende o interior do estado, informou que normalizou a distribuição em Duque de Caxias às 11h45. O problema, segundo informou Furnas, ocorreu por causa de uma poda de árvore na cidade de Rio Claro. Como consequência, houve um curto-circuito, que resultou no desligamento dos dois circuitos de 500Kv que alimentam a sua subestação São José, na Baixada Fluminense. Por causa disso, a empresa alega, através de nota, ter tido que cortar parcialmente o abastecimento para preservar “a cidade como um todo”.

Recém-inaugurado, o teleférico do Complexo do Alemão, na zona norte, precisou usar geradores para retirar passageiros que estavam em trânsito.

Ficaram sem energia os bairros de Bonsucesso, Ilha do Governador, Piedade, Olaria, Vila da Penha e áreas próximas. No Aeroporto do Galeão, algumas companhias chegaram a interromper o funcionamento dos guichês, mas às 11h o fornecimento de energia foi restabelecido. Os trens do metrô ficaram parados entre Inhaúma e Pavuna.