Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
#VirouViral Por Coluna Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

O que fazer ao ganhar 100 kg de provolone em uma rifa? Eis a resposta

Iguaria é prêmio da tradicional festa de Nossa Senhora Achiropita há mais de 30 anos

Por Clara Valdiviezo - Atualizado em 30 ago 2019, 09h36 - Publicado em 29 ago 2019, 18h18

Nesta semana, um questionamento inusitado de uma usuária do Twitter fez muitos paulistanos pararem para pensar em um prêmio de uma tradicional festa que acontece anualmente em São Paulo. Gabriela Ventura perguntou qual seria a reação de alguém que acaba de ganhar um queijo provolone de 100 quilos na rifa da Festa de Nossa Senhora da Achiropita. O blog #VirouViral foi atrás de uma resposta.

A festa é uma tradicional quermesse italiana que acontece no bairro do Bixiga em São Paulo. Anualmente, uma Ação Entre Amigos sorteia um carro como primeiro prêmio, 100 quilos de provolone para o segundo colocado e uma televisão para o terceiro.

Publicidade

O cirurgião dentista Marcos Caldano, 57 anos, foi o sortudo há mais ou menos dez anos. Ele e um amigo haviam comprado um talão em conjunto, e o número vencedor estava nele. Na época, o queijo era a atração principal da festa, o carro ainda não era o primeiro prêmio. Ao se deparar com 100 quilos de provolone a ideia foi fazer uma festa para dividir a iguaria na comunidade, mas “a festa só ia ter queijo, não fazia sentido”, afirma Caldano.

A solução foi vender a peça para uma padaria próxima e realizar uma comemoração com o dinheiro do queijo. “Na época eles pagaram o preço justo do quilo do provolone, foram uns 1.600, 1.800 reais, não me lembro ao certo”, diz.  Atualmente o quilo do provolone vale de 60 a 70 reais, dependendo da marca. A peça pode chegar a valer 7.000 reais.

Foram necessários quatro homens e uma Fiorino para transportar o quitute até a padaria. “Ele foi coberto de maneira que não acontecesse nada com ele. Mas foi rapidinho, a padaria era ali perto”, afirma Marcos.  

De acordo com Maria Emília Conte Moitinho, 71 anos, voluntária na quermesse desde a infância, o provolone é uma tradição da Achiropita há mais de 30 anos. A ideia era chamar atenção, trazer um prêmio grande e inusitado para atrair o público. “Italiano adora queijo, esse prêmio sempre fez sucesso, as pessoas amam”, afirma a aposentada.

Publicidade

Marcos, que também é voluntário na Achiropita há 32 anos, afirma que o queijo é essencial para a festa. “Quem olha para ele fica maravilhado. Muitas pessoas param pra tirar foto, virou uma atração”, diz.

Esta é a 93ª edição do evento. A Polícia Militar estima que a festa de Nossa Senhora Achiropita recebe 25.000 pessoas por noite. O evento acontece durante todo o mês de agosto aos sábados e domingos. Este final de semana é o último desta edição, ainda dá tempo de concorrer ao queijo. A rifa custa cinco reais e corre no dia 14 de setembro.

Publicidade