Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Succession’: trama shakespeariana ambientada em Wall Street

Série produzida por Adam McKay retrata conflitos familiares regados a ganância, cinismo e crueldade

(Domingos, às 22h, disponível no HBO Go) Se o rei Lear de Shakespeare fosse o fundador de um conglomerado de mídia e entretenimento, ele seria Logan Roy (Brian Cox), o patriarca idoso, enfermo e implacável em torno do qual gira a série — o que então faria de Kendall (o estupendo Jeremy Strong) o equivalente de Cordélia, a única das filhas de Lear a manter algum senso de decência e lealdade, e portanto o alvo primordial do desejo paterno de destruição. Em termos atuais, porém, talvez ressoe mais descrever os Roy — pai, terceira mulher (Hiam Abbass) e quatro filhos — como uma versão do clã Lannister baseada em Wall Street e igualmente tornada cínica, gananciosa e cruel pela fortuna incalculável e o tédio de ter o mundo a seus pés. Psicologicamente aniquilado pelo pai por tentar salvar a empresa das decisões erráticas dele, Kendall ressurge como uma sombra. Ou, talvez, como a carcaça que a irmã (Sarah Snook) e os dois irmãos (Kieran Culkin e Alan Ruck) não cansam de bicar. Fabulosamente bem escrita, a série produzida por Adam McKay (de Vice) é para os fortes.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s