Clique e assine com 88% de desconto
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

‘Storm Damage’: disco de Ben Watt soa como luto pela morte do irmão

O quarto disco da carreira-solo do cantor é definido pelo próprio como um 'jazz futurista', mas sua voz pequena se torna ideal para falar de dor e perdas

Por Sérgio Martins - Atualizado em 7 fev 2020, 17h56 - Publicado em 7 fev 2020, 07h00

Storm Damage, de Ben Watt (Universal. Disponível em plataformas de streaming) O cantor, compositor e guitarrista inglês formou ao lado da mulher, Tracey Thorn, o Every­thing But the Girl, uma das duplas mais chiques do pop inglês dos anos 80. O quarto disco de sua carreira-solo é o que mais se aproxima da sonoridade do projeto anterior. Watt a define como um “jazz futurista”, embalado por piano, baixo, bateria e delicados efeitos eletrônicos. Embora não seja um cantor tão exuberante quanto Tracey, sua voz pequena revela-se ideal para entoar letras que falam de dor e perda — criadas sob o efeito da morte de seu irmão, que aconteceu no ano passado. O disco vai da animada Figu­res in the Landscape à balada You’ve Changed, I’ve Changed.

Publicidade