Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Salman Rushdie se volta aos Estados Unidos em ‘A Casa Dourada’

Novo romance do autor de 'Versos Satânicos' tem ecos de 'O Grande Gatsby', de F. Scott Fitzgerald, e personagem que parodia Donald Trump

Por Redação - 7 Sep 2018, 07h00
//Divulgação

(Tradução de José Rubens Siqueira; Companhia das Letras; 454 páginas; 74,90 reais ou 39,90 reais em versão digital) Nascido na Índia e naturalizado britânico, Salman Rushdie, o escritor do perseguido Os Versos Satânicos, volta-se, neste romance, para os Estados Unidos. A casa dourada do título é a mansão em Nova York para onde a rica e misteriosa família Golden — Nero, o pai, e três filhos — se muda no dia da posse de Barack Obama na Presidência, em 2009. Com ecos de O Grande Gatsby, de F. Scott Fitzgerald, esta é uma bela crônica da vida americana. Um personagem que parodia Donald Trump tem passagem marcante pela história.

Publicidade