Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Neil Young: muito rock’n’roll na volta da parceria com Crazy Horse     

Disco, que foi gravado praticamente ao vivo, traz algumas canções que se assemelham a sessões de improviso e rocks para ouvir no volume máximo

Por Sérgio Martins - Atualizado em 1 nov 2019, 11h16 - Publicado em 1 nov 2019, 07h00

Depois de sete anos, o cantor e compositor canadense se reúne com o Crazy Horse, grupo com o qual lançou seus discos mais roqueiros — como Rust Never Sleeps, de 1979. Há uma baixa: o guitarrista Frank Sampedro optou por não participar e foi substituído por Nils Lofgren, da banda de Bruce Springsteen (e que já colaborou com Young). Mas a essência da parceria se mantém: uma explosão de guitarras distorcidas forra à perfeição os vocais anasalados do canadense. Colorado foi gravado praticamente ao vivo e traz algumas canções que se assemelham a sessões de improviso — caso de She Showed Me Love, com mais de treze minutos. Rocks como Shut It Down pedem para ser ouvidos no volume máximo.

Publicidade