Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Jamie Bell não é mais o pequeno Billy Elliot em nova série da Globoplay

'Turn - Os Espiões de Washington' traz o cativante ator desempenhando o protagonista Woodhull, um fazendeiro que tema em escolher lados de um conflito

Por Isabela Boscov - Atualizado em 28 fev 2020, 10h24 - Publicado em 28 fev 2020, 07h00

TURN — OS ESPIÕES DE WASHINGTON (Estados Unidos, 2014-2017. Globoplay)

É o ano de 1776, e uma mera briga em uma taverna muda o destino do fazendeiro Abraham Woodhull: pego no meio das animosidades entre colonos americanos partidários da independência e oficiais ingleses encarregados de sufocar a rebelião, Woodhull — que sempre se preocupou mais em fazer vingar sua pequena plantação em Long Island, no território de Nova York, do que em escolher lados no conflito — verá os desdobramentos da desavença fugir ao seu controle. No espaço de apenas duas noites, terá jurado fidelidade ao rei inglês em público — e, em privado, começado a trabalhar como espião para o Exército revolucionário do general americano George Washington. Algo pesada no início — em grande parte em razão da necessidade de estabelecer o contexto histórico do período em tela —, a série do canal AMC, cujas quatro temporadas estão agora disponíveis na íntegra na Globoplay, logo ganha em dinamismo e urgência. Muito do mérito tem de ir para Jamie Bell, o versátil e cativante ator inglês que começou menino, em Billy Elliot, e aqui renova com seu desempenho a figura do herói relutante Woodhull.

Publicidade