Clique e assine a partir de 9,90/mês
VEJA Recomenda Por Coluna Os principais lançamentos da música, do cinema, da literatura e da produção infanto-juvenil, além da TV, comentados pelo time de VEJA

Conheça Rina Sawayama, a sagaz cantora japonesa que vai do pop ao metal

Jovem criada em Londres lança seu primeiro e interessante disco, 'Sawayama'

Por Felipe Branco Cruz - 1 Maio 2020, 07h00
DISCO – Sawayama, de Rina Sawayama (disponível nas plataformas digitais) //Divulgação

Nascida em Niigata, no Japão, e criada em Londres, no Reino Unido, a cantora e modelo Rina Sawayama, de 29 anos, personifica o imenso caldeirão da música pop globalizada. Em seu disco de estreia, passeia com naturalidade pelo pop farofa de Britney Spears, como em Paradisin’ (cantando alguns trechos em japonês), e pelo nu metal de Limp Bizkit — caso de STFU!, que conta com guitarras pesadíssimas. Vocais à la Evanescence surgem em Dynasty e, não satisfeita, ela mistura tudo isso em uma só música, a surpreendente XS. Rina, que se define como pansexual, convidou a brasileira Pabllo Vittar para cantar Comme Des Garçons, em que ironiza estereótipos de gênero. A artista disse que escreveu o álbum como uma “busca por um senso de identidade e pertencimento”. A mistura incomum funciona e o trabalho, que recebeu seu sobrenome, serve tanto para bater cabelo quanto para tocar guitarra imaginária — ou, ainda, fazer coreografias para “lacrar” na pista.

Publicidade