Clique e assine a partir de 8,90/mês
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Smart Fit na mira do Procon por dificultar cancelamento de matrícula

Multa pode chegar a 10 milhões de reais e movimento de saída de clientes ocorre após o envolvimento do proprietário Edgar Corona no inquérito das fake news

Por João Batista Jr. - Atualizado em 10 jun 2020, 17h24 - Publicado em 10 jun 2020, 15h01

O comitê do Procon de São Paulo recebeu na segunda, 8, o documento de defesa da Smart Fit, que foi notificada pelo órgão de defesa do consumidor por dificultar e até mesmo impossibilitar o cancelamento de matrículas dos alunos da rede de academias de padrão low-cost. O Procon afirma que só nos três primeiros dias de junho, 838 pessoas se queixaram de não conseguir se desligar da empresa. Em sua defesa, a Smart Fit diz que não cobrou mensalidades desde que paralisou suas atividades durante a crise sanitária e que vai aceitar o distrato dos clientes, mas isso tem que ser feito de forma presencial, assim que as unidades voltarem a abrir suas portas. Não há nenhuma previsão a respeito de quando isso ocorrerá, pois a decisão depende das autoridades municipais e estaduais. Segundo o Procon, não há uma data estipulada para os especialistas do órgão analisarem se a defesa da Smart Fit é pertinente. Em caso de condenação, a multa aplicada pode ir de 675 a 10 milhões de reais.

A rede de academias viu aumentar significativamente os pedidos de quebra de contrato por parte dos alunos após Edgard Corona, dono da empresa que faz parte do Grupo Bio Ritmo, ter sido alvo de quebra de sigilo fiscal na investigação do Supremo Tribunal Federal que analisa uma rede de apoio e financiamento na distribuição de fake news a favor do governo Bolsonaro. Procurada por VEJA, a Smart Fit mandou o seguinte comunicado: “A Smart Fit não cobra mensalidade de seus alunos desde que paralisou suas atividades, em março deste ano, por conta da pandemia da Covid-19. Foi mantida apenas a taxa de manutenção anual dos alunos, conforme estabelecido em contrato. Os alunos poderão cancelar seus planos, caso desejarem, assim que retomarmos as atividades, uma vez que é necessária a presença física para isso. É importante ressaltar que não haverá prejuízo algum para quem desejar o cancelamento, já que não há qualquer cobrança durante o período de inatividade. A Smart Fit mantém seu time de mais de 13 mil colaboradores em 815 unidades”.

Publicidade