Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

Ingrid Silva, do Dance Theater of Harlem, vai brilhar em outro palco

Ela será apresentadora, no fim do mês, da noite de gala da BrazilFoundation, jantar filantrópico anual

Por Cleo Guimarães Atualizado em 8 out 2021, 17h04 - Publicado em 8 out 2021, 13h00
Ingrid Silva -
Ingrid Silva – Thalita Ramos/Globo Livros/Divulgação

Ativista antirracismo no branquíssimo universo da dança clássica, a carioca Ingrid Silva, primeira-­bailarina do Dance Theater of Harlem, em Nova York, vai brilhar em outro palco: será apresentadora, no fim do mês, da noite de gala da BrazilFoundation, um jantar filantrópico anual que já teve como mestre de cerimônias Amy Irving, Fernanda Lima, Cauã Reymond e Marília Gabriela. “Ter uma mulher negra ali vai trazer um toque de inclusão para a festa”, diz Ingrid, 33 anos, que começou a dançar em um projeto social no Morro da Mangueira. A bailarina se tornou símbolo da (falta de) diversidade no balé ao pintar durante anos as sapatilhas com a cor de sua pele. Hoje elas estão expostas no Museu de História e Cultura Afro-Americana do Smithsonian, em Washington.

Publicado em VEJA de 13 de outubro de 2021, edição nº 2759

Publicidade