Clique e assine a partir de 8,90/mês
VEJA Gente Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Ex-advogada, Patricia Jurado deixa a Venezuela para virar modelo no Brasil

Natural de Caracas, a morena obteve visto permanente e agora reside em São Paulo

Por João Batista Jr. - Atualizado em 12 jul 2019, 16h53 - Publicado em 5 jul 2019, 06h30

Filha de uma pilota de avião e de um advogado, Patricia Jurado, formada em direito, deixou a Venezuela diante da crise política e econômica do país. De seus três irmãos, dois também migraram para outros países. “Não há segurança nem esperança”, diz. Sua irmã mais velha sofreu tentativa de sequestro, e a mais nova teve uma arma apontada para a cabeça durante um assalto. Ambas vivem em Miami. Há parentes morando em Madri e na Arábia Saudita. Natural de Caracas, Patricia está no Brasil desde fevereiro, trabalhando como modelo para propaganda de marcas renomadas. Na semana passada, a morena obteve visto permanente e agora reside em São Paulo. “O Brasil é receptivo, aberto ao novo”, diz. “Voltei a ter segurança para sair à rua, frequentar um restaurante, viver em paz.” Ela se esquece de que por aqui também a vida não é lá muito plácida, ao contrário. De qualquer modo, Patricia não pensa em voltar tão cedo para o seu país natal.

Publicado em VEJA de 10 de julho de 2019, edição nº 2642

Envie sua mensagem para a seção de cartas de VEJA Qual a sua opinião sobre o tema deste artigo? Se deseja ter seu comentário publicado na edição semanal de VEJA, escreva para veja@abril.com.br

 

Publicidade