Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
VEJA Gente Por Cleo Guimarães Notícias sobre as pessoas mais influentes do mundo do entretenimento, das artes e dos negócios

O espantoso racismo à brasileira no velório de Marília Mendonça

Negro e forte, o homem que aparece confortando a mãe da cantora, Ruth Dias, é seu marido; ele foi identificado como 'segurança' na web

Por Cleo Guimarães Atualizado em 11 nov 2021, 11h33 - Publicado em 8 nov 2021, 11h37

Sem saber quem era o homem negro que aparecia ao lado de dona Ruth Dias, mãe de Marília Mendonça, no velório da filha neste sábado (6), em Goiânia, a internet em peso não pestanejou em classificá-lo “o segurança que a acompanhava”. O rapaz em questão é o jogador de futebol Deyvid Fabricio, marido de Ruth, com quem ela se casou em novembro de 2018, na cidade de Aparecida de Goiânia. Marília tinha uma ótima relação com o padrasto e cantou na festa de casamento de Deyvid com a mãe.

+ A emocionante despedida de Leilane Neubarth a Cristiana Lôbo

Deyvid e Ruth, padrasto e mãe de Marilia Mendonça
Deyvid e Ruth, a caminho da lua de mel, no final de 2018 Instagram/Reprodução

Para o professor de História e pesquisador das relações raciais no país Jonathan Raymundo, trata-se de mais um exemplo claro do racismo enraizado que é a cara do Brasil. “Para o imaginário social, o único lugar possível de um homem negro numa situação dessas (perto do caixão e dos familiares de uma das maiores artistas do Brasil) é de um prestador de serviço”, afirma. “A conclusão que tiram é: ele só pode está trabalhando. E se for alto e forte só pode ser segurança.”

 

Continua após a publicidade

Publicidade