Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Delegada do caso Neymar x Najila fala de Vivi Guedes

"É cárcere privado, sim"

Na reta final da novela A Dona do Pedaço, diversas cenas mostraram Vivi Guedes (Paolla Oliveira) submetida a tortura psicológica e impedida de sair de casa pelo marido, Camilo (Lee Taylor). Houve bastante barulho, e a discussão saltou da ficção para a realidade. Afinal, a postura de Camilo era criminosa? Muitas telespectadoras se identificaram com a situação e invadiram as redes sociais levantando o assunto. Para a paulista Juliana Bussacos, titular da 6ª Delegacia de Defesa da Mulher de São Paulo, que ganhou projeção no escandaloso episódio da acusação de estupro contra Neymar, trata-se, sim, de um típico caso de cárcere privado: “Tolher a liberdade da companheira é um crime que consta no Código Penal”, diz Juliana. A pena vai de dois a cinco anos de reclusão. “Fazemos cinquenta boletins de ocorrência por dia, a maior parte por ameaça, lesão e injúria, semelhantes às situações mostradas na novela”, afirma a policial.

Publicado em VEJA de 27 de novembro de 2019, edição nº 2662

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s