Clique e assine com 88% de desconto
VEJA Gente Por João Batista Jr. Notícias, bastidores e conversas de quem é assunto na cultura, na política, nos negócios e em outras rodas

Alok diz ter sido alvo de sabotagem de gravadora

DJ afirma que remixou o single 'Gotta Get a Grip', de Mick Jagger, a convite do próprio rolling stone, mas Universal Brasil não trabalhou o lançamento

Por João Batista Jr. - Atualizado em 17 jul 2019, 17h39 - Publicado em 7 jun 2019, 07h00

DJ mais popular do Brasil, Alok foi “sabotado” pela gravadora Universal, segundo contou em entrevista ao jornalista André Aloi, durante o Festival Path, em São Paulo. Na conversa, ele recomendou que nenhum músico dependa de gravadoras. E deu suas razões: Alok remixou o single Gotta Get a Grip, de Mick Jagger, a convite do próprio rolling stone. “Só que ninguém escutou a música, pois a Universal Brasil me sabotou. Como eu não era parte da gravadora, ela não trabalhou o lançamento”, afirma. Ele tocou a música no Altas Horas, da Globo, mas a gravadora não a liberou, e a cena foi cortada. A Universal Brasil disse que não comentaria o caso. Parte do elenco da gravadora holandesa Spinnin’ Records, Alok será também empresário. Ele abriu na quinta-­feira 6 a gravadora Controvérsia, dedicada à música eletrônica.

Publicado em VEJA de 12 de junho de 2019, edição nº 2638

Envie sua mensagem para a seção de cartas de VEJA
Qual a sua opinião sobre o tema deste artigo? Se deseja ter seu comentário publicado na edição semanal de VEJA, escreva para veja@abril.com.br
Publicidade