Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Nova Temporada Por Fernanda Furquim Este é um espaço dedicado às séries e minisséries produzidas para a televisão. Traz informações, comentários e curiosidades sobre produções de todas as épocas.

Netflix aprova a produção de ‘Altered Carbon’, adaptação da obra de Richard Morgan

O site de streaming Netflix prepara uma nova série de ficção científica. Trata-se de Altered Carbon, adaptação de Laeta Kalogridis (Birds of Prey) e David H. Goodman (Fringe, The Event, Once Upon a Time) da obra de Richard Morgan. A primeira temporada terá dez episódios produzidos pela Skydance Television Na história, situada no Século XXV, a humanidade se espalhou pela galáxia, […]

Por Fernanda Furquim Atualizado em 1 dez 2016, 16h28 - Publicado em 20 jan 2016, 16h40

Altered CarbonO site de streaming Netflix prepara uma nova série de ficção científica. Trata-se de Altered Carbon, adaptação de Laeta Kalogridis (Birds of Prey) e David H. Goodman (Fringe, The Event, Once Upon a Time) da obra de Richard Morgan. A primeira temporada terá dez episódios produzidos pela Skydance Television

Na história, situada no Século XXV, a humanidade se espalhou pela galáxia, onde é monitorada pelas Nações Unidas. Ainda dividida entre etnias, crenças religiosas e classes sociais, os humanos redefiniram seu estilo de vida com as novas tecnologias. Uma delas é a de permitir que a raça humana armazene sua consciência em uma área na base do cérebro, a qual poderá ser transferida para um novo corpo. Desta forma, a morte se tornou obsoleta.

Takeshi Kovax, ex-agente das Nações Unidas, já foi morto várias vezes. Mas foi sua última morte que lhe deixou marcas profundas. Nativo do planeta Harlan, predominantemente japonês, ele passou 500 anos aprisionado. Agora Kovax tem sua mente transferida para o corpo de Elias Ryker, um policial de Bay City, ex-São Francisco. Sua missão é a de investigar um assassinato, o qual o leva a se envolver em uma grande conspiração.

O projeto da série foi originalmente desenvolvido há quatro anos, através da Mythology Entertainment, empresa de Kalogridis, que posteriormente passou o projeto para a Skydance.

Continua após a publicidade
Publicidade