Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Tela Plana Por Blog Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming

’22 Contra a Terra’ reforça lista de bons curtas da Pixar; veja 10 dicas

Filme derivado de 'Soul' é novo exemplar do amplo catálogo de curtas animados do estúdio; confira uma seleção com dez títulos para ver no Disney+

Por Marcelo Canquerino Atualizado em 30 abr 2021, 17h00 - Publicado em 30 abr 2021, 16h57

Derivado do filme Soul, vencedor do Oscar de melhor animação e trilha sonora original, o curta-metragem 22 Contra o Mundo chegou nesta sexta-feira, 30, ao catálogo do Disney+. Na trama, a alma 22 monta uma “gangue” de alminhas para boicotar o processo de treinamento pré-vida. Tradição da Pixar, os curtas do estúdio são amplamente elogiados por sua sagacidade e produção apurada, que não só complementam os filmes originais da casa, como apresentam novas histórias com mensagens inspiradoras. Confira abaixo uma seleção com dez bons curtas para ver na plataforma de streaming da Disney.

Toca (2020)

Cena do curta-metragem Toca.
Cena do curta-metragem Toca. Disney/Pixar/Reprodução

Indicado ao Oscar de melhor curta de animação, Toca fala sobre a importância da amizade e do trabalho em equipe. Com um adorável traço em 2D, o filme segue uma pequena coelha planejando sua toca. Ela, porém, topa com vizinhos inesperados conforme cava a terra na busca pelo melhor local para construir seu lar. 

Segredos Mágicos (2020)

Cena do curta-metragem Segredos Mágicos.
Cena do curta-metragem Segredos Mágicos. Disney/Pixar/Reprodução

Projeto criativo da Pixar, o SparkShorts dá aos animadores da casa a missão de produzir em um tempo limitado e com baixo orçamento um curta animado. O programa resulta em tramas diferentonas com visual criativo. Segredos Mágicos, por exemplo, é o primeiro curta do estúdio com um protagonista gay. Na trama, ele aguarda a chance de revelar sua orientação sexual aos pais, mas acaba trocando de corpo com seu cachorro de estimação. 

Aventuras de Betty (2020)

Cena do curta-metragem Aventuras de Betty.
Cena do curta-metragem Aventuras de Betty. Disney/Pixar/Reprodução

A trama de Toy Story 4 respondeu à pergunta: o que aconteceu com Betty? Par romântico do caubói Woody, a boneca de porcelana ficou um tempo fora da franquia para reaparecer toda empoderada no quarto longa. Com uma narrativa divertida e que complementa bem os filmes, a história do curta mostra como a boneca foi de um enfeite frágil de abajur para uma grande aventureira. 

Tia Edna (2018)

Cena do curta-metragem Tia Edna.
Cena do curta-metragem Tia Edna. Disney/Pixar/Reprodução

O que teria acontecido com Zezé e Edna Moda enquanto a estilista fazia um traje novo para o bebê em Os Incríveis 2? A resposta veio com o peculiar Tia Edna. Ao longo da história, a estilista descobre, a duras penas, os variados poderes de Zezé com o objetivo de projetar uma roupa que ajude a gerenciar cada uma das habilidades do menino. 

Bao (2018) 

Continua após a publicidade
Cena do curta-metragem Bao.
Cena do curta-metragem Bao. Disney/Pixar/Reprodução

O vencedor do Oscar de melhor curta-metragem em 2019 é rico em detalhes e capaz de fazer qualquer um se emocionar sem sequer ter diálogos. A história usa metáforas culinárias para abordar a relação entre mãe e filho no cerne de uma família de imigrantes asiáticos. A dificuldade de ver um filho crescer e ir embora move o roteiro de forma tocante e sensível.

Lou (2017)

Cena do curta-metragem Lou.
Cena do curta-metragem Lou. Disney/Pixar/Reprodução

Um garotinho se diverte tirando os brinquedos dos colegas durante o intervalo na escola, mas encontra problemas ao ter sua mochila roubada por Lou, uma personificação dos “achados e perdidos”. De forma elegante, o curta toca em assuntos delicados, como bullying, enquanto tenta revelar quem é a pessoa por trás da carapuça de “valentão”.

Piper (2016)

Cena do curta-metragem Piper.
Cena do curta-metragem Piper. Disney/Pixar/Reprodução

Primor visual é o que define Piper. A história é simples: um pequeno pássaro precisa aprender a se alimentar sozinho e a ser mais independente. Ambientado na praia, o curta-metragem enche os olhos por sua beleza, que transita entre um visual realista e artístico. A mensagem do enredo também é inspiradora, ao mostrar a importância de se encarar os problemas com outros olhos. 

Seu Amigo, o Rato (2007)

Cena do curta-metragem Seu amigo, o Rato.
Cena do curta-metragem Seu amigo, o Rato. Disney/Pixar/Reprodução

Remy e seu irmão Emile voltam do universo de Ratatouille para tentar convencer os humanos de que a convivência com os ratos pode acontecer de forma harmônica. Resgatando o histórico dos roedores através de uma bela animação em 2D, os ratinhos apresentam argumentos para sustentar sua tese. No final, o espectador pode se pegar convencido pela dupla.

Coisas de Pássaro (2001)

Cena do curta-metragem Coisas de Pássaro.
Cena do curta-metragem Coisas de Pássaro. Disney/Pixar/Reprodução

Um pássaro grandalhão e desengonçado tenta fazer amizade com um grupo de passarinhos pequenos. Mesmo após ser zombado, ele não desiste e como resultado causa uma situação engraçada que deixa os colegas um tanto quanto sem jeito. Este curta não possui falas e diverte pela sua simplicidade. 

O Jogo de Geri (1997) 

Cena do curta-metragem O Jogo de Geri.
Cena do curta-metragem O Jogo de Geri. Disney/Pixar/Reprodução

O curta clássico da Pixar mostra o idoso Geri jogando xadrez contra ele mesmo. O que mais chama a atenção na história é a progressão dos acontecimentos que vão ficando cada vez mais curiosos. A grande sacada do curta é que ele consegue fazer o espectador acreditar que realmente existem dois jogadores — com direito a um grand finale. 

Continua após a publicidade
Publicidade