Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vermelho da cor do verme

CochonilhaSão muitos os sinônimos de vermelho em português, mas não cabe dúvida de que esta é a palavra principal que usamos para nomear a cor do sangue. Uma palavra que, curiosamente, descende do latim vermiculus, “vermezinho” – mais especificamente a cochonilha (foto), nome genérico de um parasita de plantas, espécie de pulgão, do qual se extrai desde a antiguidade um corante intensamente vermelho.

O vermelho levou a língua portuguesa a deixar em segundo plano os descendentes das palavras que, em latim, nomeavam preferencialmente essa cor: ruber ou rubeus, de onde vieram o francês rouge e nosso “rubro”; e russeus, “vermelho escuro”, matriz do espanhol rojo, do italiano rosso – e ainda, num desvio cromático considerável, do nosso “roxo”.

Segundo o dicionário Saraiva, vermiculus já era usado em latim nos primeiros séculos da era cristã com os sentidos de “cochonilha” e ainda de “escarlate”, por autores como Isidoro e Jerônimo. Isso basta para atestar que o verbete “cochonilha” da Wikipédia erra feio ao tratar a propriedade corante do “vermezinho” como algo que o Velho Mundo teria aprendido com a cultura asteca alguns séculos mais tarde.

O vermiculus deixou sua marca cromática em outras línguas neolatinas, mas em nenhuma delas com a posição de vocábulo dominante. Vermeil (francês), vermiglio (italiano), bermejo (espanhol) e até vermilion (inglês, que não é uma língua neolatina mas às vezes gostaria de ser) são sinônimos mais ou menos rebuscados que traduzem variações sutis do vermelho. Como, entre nós, “rubro”, “escarlate”, “encarnado”, “coral”, “solferino” etc.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Hugo Silva

    Sérgio,
    Na verdade, não parece ser um erro, exatamente, da Wikipédia; mais uma omissão. O artigo da enciclopédia está centrado no “Dactylopius coccus” que é uma espécie de inseto mexicano. Acontece que existem outras duas espécies de insetos europeias e de todas as três são extraídos corantes. Isso pode ser facilmente identificado no artigo equivalente da Wikipédia em inglês.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Luciano

    A relação entre verme e vermelho ocorre também nalgumas línguas eslavas: vermelho em tcheco/eslovaco e polonês se diz, respectivamente, červený e czerwony, do tcheco/eslovaco červ, verme, e do polonês czerw, verme/larva.

    Curtir