Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Sobre Palavras Por Sérgio Rodrigues Este blog tira dúvidas dos leitores sobre o português falado no Brasil. Atualizado de segunda a sexta, foge do ranço professoral e persegue o equilíbrio entre o tradicional e o novo.

Bonitinha, mas…

– Você é a coisa mais linda que eu já tive na vida, sabia? – … – Hmm, não gostou? Está bem, “ter” é um verbo feio mesmo. Mas o meu sentimento por você é lindo, juro. Me dá mais uma chance? – … – Mais uma chance de encontrar as palavras certas, quero dizer. […]

Por Sérgio Rodrigues Atualizado em 31 jul 2020, 02h41 - Publicado em 9 nov 2014, 09h00

love doll– Você é a coisa mais linda que eu já tive na vida, sabia?

– …

– Hmm, não gostou? Está bem, “ter” é um verbo feio mesmo. Mas o meu sentimento por você é lindo, juro. Me dá mais uma chance?

– …

– Mais uma chance de encontrar as palavras certas, quero dizer. De expressar o que me vai na cabeça.

– …

– Eu disse cabeça? Haha, cabeça é o de menos. Na alma. No coração. No meu corpo inteiro. Ah, querida…

– …

– Minha cama nunca abrigou formas tão perfeitas quanto as suas. Suas medidas são tão exatas, tão milimétricas. E essas curvas que parecem traçadas a compasso, meu Deus? Que curvas são essas! Perfeição, perfeição! Posso?

– …

– Digo, posso correr os dedos por suas curvas? Putz, mas que pergunta idiota! Não tem que perguntar, imbecil. Ou corre os dedos ou não corre os dedos. Aja como homem, ô mané.

Continua após a publicidade

– …

– Você entendeu que agora eu estava falando comigo mesmo, né? Mané, imbecil, esses insultos não foram pra você, boneca. Vou te beijar agora.

– …

– Ei, o que é isso? Sabor tutti-frutti? Mas eu pedi hortelã! Cadê a nota fiscal?

– …

– Não adianta me olhar assim, sua trapaceira! Caramba, será que a nota fiscal foi pro lixo junto com a caixa?

– …

– Ah, debaixo da cama, ufa. Vamos ver, vamos ver… Fresh mint, diz aqui. FRESH MINT! De onde saiu esse tutti-frutti? Eu odeio tutti-frutti, criatura sintética ordinária, viu o que você fez? Eu estava quase declarando o meu amor, sua falsa, louca, vai voltar amanhã mesmo pra Tóquio!

– …

– Pensando melhor, e se em vez disso os caras me mandarem um creme ressaborizador ou algo assim? Facilita, né? A culpa é deles, não sua.

– …

– Desculpe ter gritado com você, coisa linda. Vem cá, meu amor, sim, você é o meu amor. Mas nada de beijo, tá?

Continua após a publicidade
Publicidade