Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Sensacionalista Por Redação Isento de verdade

Ceia de Natal deste ano terá mediadores, afirma TSE

Polarização política nos grupos de WhatsApp abalou o peru, a farofa e o pavê (ou pacumê) de fim de ano

Por Sensacionalista - 19 out 2018, 07h00

As eleições gerais de 2018 ainda não estão decididas, mas uma coisa é certa: o Natal em família não será como no ano que passou. A polarização política nos grupos de WhatsApp abalou o peru, a farofa e o pavê (ou pacumê) de fim de ano. Para que a faca elétrica não sirva para fatiar os entes queridos, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estará destacando um time de mediadores experientes (inclusive na segurança de eventos) para passar o Natal com as famílias brasileiras em que o grau de periculosidade é maior.

Para uma delas, da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, os mediadores levarão algemas e focinheiras, que deverão ser retiradas apenas para a mastigação na hora da ceia. Em outra, no Itaim, em São Paulo, haverá um muro dividindo a mesa em duas partes, com arame farpado e cacos de vidro em cima. “Faremos tudo para proteger a família brasileira de si mesma”, afirma um dos mediadores.

Publicado em VEJA de 24 de outubro de 2018, edição nº 2605

Publicidade