Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Delações premiadas precisam ser acompanhadas de provas, diz Dodge

Procuradora-geral da República participou de reunião em Porto Alegre sobre os quatro anos da Lava Jato

As delações premiadas são “instrumentos de efetividade” da operação Lava Jato, disse a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, na manhã desta sexta-feira, em Porto Alegre. Ela está na capital gaúcha para participar de reuniões sobre o balanço de quatro anos da operação. Dodge defendeu, porém, que todas as cláusulas das colaborações premiadas sejam acompanhadas de “provas concretas”. De acordo com a procuradora, 187 acordos de delação premiada foram firmados.

Conforme os acordos de delação, explica Dodge, 12 bilhões de reais devem ser devolvidos aos cofres públicos – cerca de 1,3 bilhão de reais está em contas no exterior. Desses, até o momento, foram recuperados 150 milhões de reais desviados.

“A colaboração premiada assim como a prisão em segunda instância são instrumentos de efetividade. A colaboração permite o desvendamento de crimes, sobretudo crimes de colarinho branco, que são praticados de forma fechada, de modo dissimulado”, disse à imprensa.

A maior dificuldade dos acordos de delação está em ter provas concretas, que devem ser obrigatórias. “Ninguém faz contrato de corrupção, um acordo para desviar dinheiro. Não se documenta esse tipo de conduta. Por isso, a colaboração premiada é um instrumento tão importante e tão poderoso”, falou.

Segundo Dodge a operação Lava Jato gerou 39 denúncias, sendo 36 no Supremo Tribunal Federal (STF) e três no Superior Tribunal de Justiça (STJ). No STF, 101 pessoas com foro privilegiado respondem por ações penais. No STJ, 12 governadores são investigados, o que equivale a 40% dos governadores em atividade no país, um “número impressionante”, segundo Dodge.

Para ela, a Lava Jato precisa continuar a “desestimular os atuais corruptos e corruptores para que eles não sigam corrompendo recursos públicos”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. O brasil esta a beiro de um colapso politico , a lava jato vem comprido o seu papel buscando prova , e denunciando os corruptos ,o tribunal da 2° estancia vem fazendo uma apuração analisando provas incontestavelmente cabal e jugando dentro da lai, condenado os corruptos ,ou absorvendo , o STF . hoje é um tribunal de controversa . sem nenhum acordo entre se , um grupo esta do lado dos brasileiro que ver estes bandidos presos , outros contrario a realidade que o pais vem passando onde a fumaça a fogo , por que motivo o STf com a palavra

    Curtir

  2. sinesio gimene

    fica de boquinha fechada que é melhor, quer defender bandidos, seja advogada deles, voce esta para defender o Brasil de bandidos e nao defende-los, voce nao recebe tanto para defender bandidos e sim colocalos atras das grades,, acabe com eles ou eles acabam com o Brasil e nem seu salario voce vai receber

    Curtir