Clique e assine com até 92% de desconto
Ricardo Rangel

Um momento ruim para a democracia

Metade dos americanos não valoriza os fundamentos democráticos

Por Ricardo Rangel Atualizado em 4 nov 2020, 21h47 - Publicado em 4 nov 2020, 21h46

Donald Trump passou quatro anos atacando a verdade, os fatos, a ciência, os direitos das minorias, as instituições democráticas e muito mais. Violou não apenas os princípios fundamentais da democracia, como o mais básico sentido de decência. Ainda durante a apuração dos votos, ratificou quem é e o que representa: mentiu proclamando sua vitória, denunciou uma fraude que não existe, e faz o que pode para impugnar votos perfeitamente válidos que acredita lhe serem desfavoráveis.

Os EUA são celebrados como a primeira e maior democracia do mundo: uma tal democracia deveria ter removido Donald Trump da vida pública.

No entanto, independentemente da eventual vitória de Joe Biden, está claro que metade dos americanos não apenas não se incomoda com a conduta de Trump, como a aprova, a aplaude e luta para que ela se prolongue por mais quatro anos.

Esta eleição é um momento particularmente baixo não só para a democracia, mas para a civilização em geral.

Continua após a publicidade
Publicidade