Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Vejam que paraíso Chávez criou na Terra. Ou: Brasil alertará sobre risco na Venezuela

Por Flávia Marreiro, na Folha: O Brasil vai alertar turistas nos próximos dias a respeito da violência na Venezuela, detentora da maior taxa de homicídio da América do Sul. O Consulado Geral do Brasil em Caracas promete publicar em sua página web (cgcaracas.itamaraty.gov.br) instruções de segurança para os que ingressam pelo Aeroporto Internacional Simón Bolívar, […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 18 fev 2017, 16h42 - Publicado em 19 abr 2012, 06h07

Por Flávia Marreiro, na Folha:
O Brasil vai alertar turistas nos próximos dias a respeito da violência na Venezuela, detentora da maior taxa de homicídio da América do Sul. O Consulado Geral do Brasil em Caracas promete publicar em sua página web (cgcaracas.itamaraty.gov.br) instruções de segurança para os que ingressam pelo Aeroporto Internacional Simón Bolívar, a 40 km da capital, e para quem viaja por terra, cruzando a fronteira de Roraima com o país. No caso do aeroporto, o mais frequente são sequestros e sequestros-relâmpago. Muitas vezes os passageiros se tornam vítimas no hall de desembarque, assediados por táxis piratas e cambistas. Na fronteira e na estrada, o problema tem sido achaques de policiais (ou criminosos que se fazem passar por policiais) que exigem propina dos turistas para deixá-los passar. Se não atendidos, os criminosos ameaçam prender os viajantes ou forjar flagrantes de posse de drogas.

A rota Boa Vista-Santa Helena até a cidade de Puerto Ordaz, no litoral, é a preferida dos turistas de Roraima para chegar a praias famosas, como as da ilha Margarita. O fluxo de brasileiros tem sido maior, segundo autoridades diplomáticas, e uma das razões é a força do real ante a moeda local -R$ 1 vale cinco bolívares no câmbio não oficial. Ocorrências de crime na estrada, que na Venezuela não tem administração nacional, levaram autoridades brasileiras a pedir reunião com o Ministério do Turismo venezuelano neste mês. O comunicado do consulado brasileiro deve recomendar aos turistas que chegam por avião a contratar apenas táxis oficiais (camionetes pretas) e evitar cambistas. A instrução preferencial será combinar o traslado com o hotel ou conhecidos na cidade.
(…)

Publicidade