Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Um show de rock em apoio ao Movimento Brasil Livre. Reserve seu ingresso

Movimentos que defendem a democracia, os direitos individuais, as liberdades públicas e a decência na política só podem contar com a sociedade brasileira

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 30 jul 2020, 23h31 - Publicado em 17 fev 2016, 16h08

 

bf814015c13fbd733ac2f2394cdab612

Aos arruaceiros do governismo, como voltamos a constatar nesta quarta, não falta dinheiro. A CUT tem a fatia do imposto sindical obrigatório; MST e MTST recebem, indiretamente, farto financiamento oficial; os blogs de aluguel são alimentados pela publicidade das estatais e do governo. E quem combate a bandalheira?

Quem combate a bandalheira só pode contar a sociedade. Nada mais! Com cada um de nós. Vai aqui um convite.

Continua após a publicidade

A Banda SeaBelt se apresenta no próximo dia 27, sábado, às 20h, no Teatro Guarany, em Santos, trazendo em seu repertório clássicos dos Beatles e de outras bandas da época, como Badfinger, Monkees, Kinks, Mamas & Papas, Beach Boys etc.

ATENÇÃO! Os artistas não estão cobrando cachê, e a bilheteria será revertida para o Movimento Brasil Livre (MBL).

Os ingressos custam R$ 30 e estão à venda no Café da Bete, no Shopping Parque Balneário, em Santos, ou na página do Facebook da Banda  (https://www.facebook.com/bandaseabelt/) ou do MBL (https://www.facebook.com/mblivre/?fref=ts)

A SeaBelt surgiu em Santos, em 2002, para tocar o som dos anos de ouro do rock, priorizando o repertório dos Beatles e da carreira solo de seus componentes. Como vocês devem ter percebido, o nome é um anagrama com a palavra “Beatles”, fazendo uma referência à origem litorânea da turma.

Continua após a publicidade

Integram a “Seabelt” Arnaldo Correa (vocais), Diego Veiga (bateria e vocais), Flávio Pinheiro (teclado), Marcello Porto (guitarra solo) e Marcelo Torres (baixo e vocais). 

Em 2012, a SeaBelt ficou entre as três primeiras num concurso com mais de 40 bandas de rock com repertório dos anos 60, promovido pela casa Little Darling, em Moema, em São Paulo.

Em 2014, a SeaBelt foi uma das três bandas do estado de São Paulo convidadas a participar da Beatle Week, evento anual que ocorre em Belo Horizonte, com o apoio do Cavern Club de Liverpool, terra dos Beatles, e que reúne grupos de toda a América Latina.

Conheço a turma e tenho os CDs. Não se trata daquela coisa meio tristinha, amadora, que se ouve por pena dos amigos. Ao contrário! Embora seus integrantes sejam destacados profissionais de outras áreas, fazem um trabalho competente, com técnica refinada.

Continua após a publicidade

Reitero: movimentos que defendem a democracia, os direitos individuais, as liberdades públicas e a decência na política só podem contar com a sociedade brasileira.

Passe lá no Café da Bete, no Shopping Parque Balneário, em Santos, ou acesse as respectivas páginas da banda ( https://www.facebook.com/bandaseabelt/) ou do MBL (https://www.facebook.com/mblivre/?fref=ts) e adquira o seu ingresso.

Uma pergunta e uma resposta:
PERGUNTA – Quando o PT deixar o poder, movimentos como o MBL passarão a ser financiados pelo governo de turno?

RESPOSTA – Não! O MBL entende que não cabe ao Estado dar suporte a militantes políticos, sejam eles liberais ou esquerdistas.

O MBL continuará a falar com a sociedade brasileira.

Continua após a publicidade

Ajude a divulgar o evento. Reproduza o post em seu blog.

 

Publicidade