Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Seria o Ministério da Pesca uma fração da articulação política, ou a articulação política é que é uma fração do Ministério da Pesca?

Agora, sim, a coisa vai. Na Presidência da República, temos a mui experiente Dilma Rousseff, que, percebe-se, é mesmo do riscado, certo? A segunda pessoa mais importante da República, formalmente ao menos, é Gleisi Hoffmann, do PT do Paraná, com sua vastíssima experiência acumulada no governo do Mato Grosso do Sul, de Zeca do PT […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 11h40 - Publicado em 10 jun 2011, 16h34

Agora, sim, a coisa vai. Na Presidência da República, temos a mui experiente Dilma Rousseff, que, percebe-se, é mesmo do riscado, certo? A segunda pessoa mais importante da República, formalmente ao menos, é Gleisi Hoffmann, do PT do Paraná, com sua vastíssima experiência acumulada no governo do Mato Grosso do Sul, de Zeca do PT (de triste memória para os sul-matogrossenses), e na secretaria de Gestão da Prefeitura de Londrina, onde não deixou saudades. A terceira pessoa na hierarquia é Ideli Salvatti,  do PT de Santa Catarina, com a sua notória habilidade para construir consensos e articular dissensos.

Apertem os cintos! A presidente está vivendo um surto de autonomia. Alguém buzinou nas orelhas da mandatária que é o momento de mostrar autoridade, de deixar claro que ninguém lhe impõe nomes ou soluções, que é ela a comandante do processo. Quem deve estar rindo de orelha a orelha é, e acho que não preciso explicar por quê, Luiz Inácio Apedeuta da Silva.

A piada, a se consumar, enseja uma troca de posições. Ideli sai da Pesca e vai para as Relações Institucionais, e Luiz Sérgio sairia das Relações Institucionais  para a pesca. Em suma: não está claro se o Ministério da Pesca é uma fração da articulação política, ou a articulação política uma fração do Ministério da Pesca.

Publicidade