Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pai de Tuma Jr. confia nele

Por Noeli Menezes, na Folha Online: O senador Romeu Tuma (PTB-SP) afirmou nesta quarta-feira que confia em seu filho Romeu Tuma Júnior, secretário nacional de Justiça, suspeito de manter ligação com Li Kwok Kwen, conhecido como Paulo Li e apontado em inquérito da Polícia Federal como chefe da máfia chinesa em São Paulo. “Eu confio […]

Por Noeli Menezes, na Folha Online:
O senador Romeu Tuma (PTB-SP) afirmou nesta quarta-feira que confia em seu filho Romeu Tuma Júnior, secretário nacional de Justiça, suspeito de manter ligação com Li Kwok Kwen, conhecido como Paulo Li e apontado em inquérito da Polícia Federal como chefe da máfia chinesa em São Paulo.

“Eu confio no Tuma Júnior. Ele tem qualidades e é digno. Está pronto para dar esclarecimentos às autoridades competentes”, disse.

Reportagem publicada hoje no jornal “O Estado de S.Paulo” informa que gravações telefônicas e e-mails ligam Tuma Júnior a Li Kwok Kwen, conhecido como Paulo Li, apontado como um dos chefes da máfia chinesa em São Paulo.

O chinês foi preso em 2009 com mais outras 13 pessoas sob a acusação de comandar um esquema de contrabando de telefones celulares falsificados que girava R$ 1,2 milhão por mês. Ele também está envolvido em uma ação ilegal de emissão de vistos permanentes para chineses no Brasil. Li foi denunciado pelo Ministério Público Federal por formação de quadrilha e descaminho e estava preso até ontem.

A relação de ambos foi mapeada pela PF por seis meses. Segundo a reportagem, Paulo Li telefonou para o secretário nacional de Justiça ao ser preso. Com medo de envolvimento no processo, Tuma Júnior ligou para a Polícia Federal e pediu para ser ouvido. Em depoimento, disse desconhecer as operações ilegais de Li.

Ao “Estado de S.Paulo”, a assessoria do Ministério da Justiça informou que não há investigação nem pedido de interceptação telefônica contra Tuma Júnior. Trechos de conversas do secretário com um alvo investigado foram captadas pela PF, em inquérito que corre sob sigilo”, informou o ministério em nota ao jornal.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s