Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Metrô suspende campanha eleitoral de Chalita no Metrô; Alckmin condena inserções

Por Daniela Lima, na Folha: A TV Minuto, que controla a programação oferecida dentro dos vagões do Metrô de São Paulo, suspendeu a exibição de vídeos com mensagens de autoajuda protagonizadas do deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP), pré-candidato à Prefeitura de São Paulo. A decisão foi tomada depois que reportagem da Folha mostrou que, desde […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 20 Feb 2017, 13h34 - Publicado em 12 Jul 2011, 06h59

Por Daniela Lima, na Folha:
A TV Minuto, que controla a programação oferecida dentro dos vagões do Metrô de São Paulo, suspendeu a exibição de vídeos com mensagens de autoajuda protagonizadas do deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP), pré-candidato à Prefeitura de São Paulo. A decisão foi tomada depois que reportagem da Folha mostrou que, desde o mês passado, o deputado aparecia em inserções quase diárias para os 3,3 milhões de passageiros do Metrô, empresa comandada pelo governo de Geraldo Alckmin. O nome e o rosto de Chalita ilustravam esquetes de 15 segundos com mensagens de bem estar e civilidade. Quando exibidos, os vídeos apareciam pelo menos oito vezes ao dia. As peças do deputado foram exibidas de graça. Segundo o site da TV, um anunciante comum pagaria R$ 418 por inserção.

A TV Minuto informou que a decisão de retirar o conteúdo do ar foi tomada “exclusivamente pela direção da empresa”. Mas, já na última sexta-feira, ao ser informada sobre a reportagem, a direção do Metrô disse que determinaria o fim da exibição das mensagens. Ontem, o governador Geraldo Alckmin condenou a inserção dos vídeos na programação do Metrô. “Eu não sabia disso. Essa TV não é do governo nem do Metrô. Mas do ponto de vista da isonomia, todos os pré-candidatos devem ter o mesmo espaço, então eu acho que é inadequado”, disse Alckmin. Chalita é amigo pessoal do governador.
A TV Minuto faz parte de um grupo de comunicação. A empresa fechou contrato com o Metrô em 2007, após vencer concorrência pública.

Procurado pela Folha na última sexta-feira, o diretor-geral da TV Minuto, Cris Moreira, afirmou, em entrevista gravada, que o Metrô tinha conhecimento do conteúdo veiculado nos vagões, inclusive as mensagens de Gabriel Chalita. “Sabe sim. E não tem nenhum tipo de problema em relação a isso”, afirmou. Já em nota, a TV afirmou que é inteiramente responsável pela produção exibida nos vagões. “O conteúdo veiculado é de produção exclusiva da TV Minuto”, disse.

Publicidade