Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Menor identifica assassino de dentista; mãe do facinoroso confirma reconhecimento

Na VEJA.com. Comento no próximo post. O menor apreendido na madrugada desta sexta-feira por suposta participação na morte de Cinthya Magaly Moutinho de Souza, de 47 anos, deu o nome de Jonatas Cassiano Araújo, de 21 anos, como um dos envolvidos no assassino da dentista, queimada viva durante um assalto ao seu consultório em São […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 06h23 - Publicado em 26 abr 2013, 16h41

Na VEJA.com. Comento no próximo post.
O menor apreendido na madrugada desta sexta-feira por suposta participação na morte de Cinthya Magaly Moutinho de Souza, de 47 anos, deu o nome de Jonatas Cassiano Araújo, de 21 anos, como um dos envolvidos no assassino da dentista, queimada viva durante um assalto ao seu consultório em São Bernardo do Campo. Segundo o adolescente, de 17 anos, Jonatas lhe telefonou confessando o crime, que aconteceu na tarde desta quinta-feira e chocou a cidade do ABC Paulista. A polícia agora busca por Jonatas e os outros dois suspeitos.

O menor foi pego em casa, também em São Bernardo, por volta das 2h30 da madrugada, após uma denúncia anônima feita à Polícia Militar. A corporação disse inicialmente, em nota, que ele próprio havia confessado o crime. No entanto, acabou liberado do 2º DP da cidade depois que seu envolvimento foi descartado.

Segundo o delegado seccional de São Bernardo, Waldomiro Bueno Filho, o menor contou que chegou a ser convidado para o roubo, mas não pôde ir – o motivo não foi esclarecido. Também afirmou que um dos suspeitos ligou para ele depois do assassinato. “O colega telefonou dizendo que tinha dado m….”, afirmou o delegado. A mãe de Jonatas foi identificada pela PM na noite de quinta e reconheceu o filho em imagens de uma câmera de segurança mostradas na delegacia. Ela foi encontrada porque seu carro, um Audi preto, foi usado na ação pelos bandidos. O veículo foi apreendido e passa por perícia.

Na casa de Jonatas também foi encontrado um Honda Fit roubado em um assalto a outro consultório dentário, no Sacomã, no dia 18 deste mês – o que reforça a tese da polícia de que se trata de uma quadrilha de assalto a consultórios. Segundo a polícia, Jonatas teria participado de três roubos a consultórios, no total, além de um assalto à residência.

A polícia já confirmou que são quatro os envolvidos no roubo que resultou na morte de Cinthya. O quarto bandido aguardava na frente do consultório, dentro do Audi preto. “Temos investigações em andamento, já temos imagens de um dos bandidos e em pouco espaço de tempo vamos tirá-los de circulação”, afirmou o delegado.

O crime
Os ladrões invadiram a clínica odontológica a Cinthya que, como não tinha dinheiro no local, deu o cartão do banco e a senha para os bandidos. Dois deles, sendo que um seria Jonatas, foram até um caixa eletrônico em uma loja de conveniência a menos de um quilômetro de onde as vítimas estavam rendidas para fazer o saque. Após constatarem que a dentista só tinha 30 reais na conta, eles retornaram ao consultório, atearam fogo na vítima e fugiram.

Continua após a publicidade
Publicidade