Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mais um representante da Comissão da Verdade manda a lei plantar batatas. Ou: A estupidez, agora segundo Paulo Sérgio Pinheiro

Leiam o que informa Roldão Arruda, no Estadão: A Comissão Nacional da Verdade, que será instalada oficialmente nesta terça-feira, 15, irá se dedicar à investigação de violações de direitos humanos cometidas por agentes do Estado nos anos do regime militar. Embora seus integrantes ainda não tenham se reunido oficialmente, suas declarações indicam que a avaliação […]

Leiam o que informa Roldão Arruda, no Estadão:
A Comissão Nacional da Verdade, que será instalada oficialmente nesta terça-feira, 15, irá se dedicar à investigação de violações de direitos humanos cometidas por agentes do Estado nos anos do regime militar. Embora seus integrantes ainda não tenham se reunido oficialmente, suas declarações indicam que a avaliação de atos de terrorismo praticados por militantes de esquerda que se opunham à ditadura não fará parte de seu trabalho.

Em entrevista ao Estadão, o diplomata Paulo Sérgio Pinheiro, uma das sete personalidades escolhidas pela presidente Dilma Rousseff para compor a comissão, foi enfático: “O único lado é o das vítimas, o lado das pessoas que sofreram violações de direitos humanos. Onde houver registro de vítimas de violações praticadas por agentes do Estado a comissão irá atuar”.

Na avaliação do diplomata, nenhuma das quase 40 comissões da verdade instaladas no mundo tiveram como objetivo ouvir dois lados, como desejam setores militares brasileiros: “Nenhuma comissão da verdade teve ou tem essa bobagem de dois lados, de representantes dos perpetradores dos crimes e das vítimas. Isso não existe”.
(…)

Voltei
Quem, disse, meu senhor, que se está a defender que os perpetradores de crimes apresentem “o seu lado”? Além de Vossa Excelência ignorar a lei que lhe conferiu a função — e lá está que não são apenas os crimes dos agentes do estado que serão investigados (ver acima) —, está a distorcer de forma miserável o debate.

Diga-me aqui: se chegarem às suas mãos documentos sobre as pessoas assassinadas pelos grupos de esquerda, o senhor faz o quê? Joga-os no lixo, dizendo: “Este cadáver é um mero representante dos perpetradores dos crimes e das vítimas”? Ou ainda: “Este é um morto sem pedigree. Não vale!”

Pegue-se a fala de Pinheiro, e tudo está absolutamente claro! Para usar suas palavras, “é uma bobagem” essa história de “Comissão da Verdade”. Trata-se de uma comissão para contar um dos lados da história. Finalmente, a VAR-Palmares, a VPR, a ALN, o Molipo e afins virarão heróis da democracia!!!

Não deixa de ser um desrespeito ao socialismo, não é mesmo?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s