Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

LULA ACHA QUE FOME ZERO RESOLVE PROBLEMA DE DEMOCRACIA ZERO

Lula voltou de seu giro, mais um (e como gira!), pela África e resolveu, como de hábito, anunciar novas auroras no programa “Café com o Presidente”. Leiam trecho de sua fala: “Tenho que aproveitar o acúmulo dos acertos que nós tivemos em política social no Brasil, e que são muitos, para que a gente possa […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 14h50 - Publicado em 12 jul 2010, 16h57

Lula voltou de seu giro, mais um (e como gira!), pela África e resolveu, como de hábito, anunciar novas auroras no programa “Café com o Presidente”. Leiam trecho de sua fala:

“Tenho que aproveitar o acúmulo dos acertos que nós tivemos em política social no Brasil, e que são muitos, para que a gente possa trocar experiência com os países, por exemplo, da América Central, com os países da América do Sul, com os países do Caribe e com a África”, disse Lula no programa “Café com o Presidente (…). É preciso que a gente faça com que o mundo saiba que é possível, sabe, a gente construir um outro mundo”.

Que bode!

Então o “outro mundo possível” já é este em que estamos? É aquele, por exemplo, dos milhares de desabrigados de Pernambuco e Alagoas, diante de um governo federal inerme, que não consegue atuar de forma definitiva nem para impedir o surto de doenças que já se segue à tragédia?

Sim, eu sei, ele certamente se refere ao Bolsa Família, programa pirateado de seu antecessor, já que o seu próprio, o Fome Zero, deu com os burros n’água. Pode dar certo em países africanos? Depende! Nas democracias — bem poucas! —, pode ter o efeito que teve no Brasil: minorar as dificuldades dos extremos da pobreza. Nas ditaduras — muitas! —, seria apenas um instrumento a mais dos corruptos.

E Lula, é fato, tornou-se o amigo mais influente dos ditadores. Deve acreditar que um Fome Zero resolve a contento os problemas decorrentes da Democracia Zero.

Continua após a publicidade
Publicidade