Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Lula: “Chávez é meu amigo pessoal”

E Lula continua sem saber quais são exatamente seus sentimentos em relação a Hugo Chávez, o “Wilson” da América do Sul. O Jornal Nacional levou ao ar trechos de uma entrevista que ele concedeu, na semana passada, à Al Jazeera. É aquela emissora de TV do Qatar que faz um esforço danado para parecer que […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 22h24 - Publicado em 8 jun 2007, 23h33
E Lula continua sem saber quais são exatamente seus sentimentos em relação a Hugo Chávez, o “Wilson” da América do Sul. O Jornal Nacional levou ao ar trechos de uma entrevista que ele concedeu, na semana passada, à Al Jazeera. É aquela emissora de TV do Qatar que faz um esforço danado para parecer que não faz o que faz: criar uma justificativa moral para o terrorismo islâmico. Mas o ponto agora é outro.

Na entrevista, o Apedeuta se disse “amigo pessoal” de Hugo Chávez, com quem tem uma relação “franca e de colaboração”. Eu nunca duvidei disso. Fazendo-se de sonso, disse não entender por que o ditador venezuelano e Bush “brigam”. Mas, claro, numa outra resposta, deixou entrever o que considera a razão secreta: segundo ele, é a política equivocada dos EUA para a América Latina. Em outras palavras, entre Bush e Chávez, ele fica com o coronel.

Nesta sexta, vocês viram, a Folha publicou uma entrevista em que Lula classifica de “democrático” o fechamento da RCTV. Hoje, numa coletiva, tentou pôr panos quentes: não apoiou a decisão do coronel. Disse apenas que “cada país toma conta do seu nariz”. Assim mesmo, com essa fineza teórica.

Lula concedia a entrevista à Folha no mesmo dia em que a Abert, no Brasil, repudiava em uma nota as atitudes de Hugo Chávez e lamentava o apoio que o PT deu ao fechamento da emissora venezuelana, conforme segue abaixo. Bem-vindo o protesto. A Abert é uma das entidades que têm o dever de se manifestar. Ou estará, também ela, lustrando as botinas de Lula dentro em breve. Segue o comunicado da associação:

NOTA À IMPRENSA

A Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert) volta a repudiar a postura do governo da Venezuela por suas iniciativas que ferem o respeito ao estado democrático de direito.

Após o encerramento das atividades da Rádio Caracas Televisión (RCTV), no dia 27 de maio, agora é a Rede Globovisión que se encontra ameaçada de ser fechada por 72 horas. Se confirmada, a atitude do governo venezuelano significará mais um grave atentado à liberdade de expressão, um dos principais pilares da democracia, deixando mais uma vez inequívoca a vontade do presidente Hugo Chávez de calar qualquer meio de comunicação que não professe suas idéias e repasse à população as informações de seu interesse.

A Abert também considera lamentável e preocupante a nota emitida pela Secretaria de Relações Internacionais do Partido dos Trabalhadores (PT) que apóia a decisão do presidente Chávez de não renovar a concessão da RCTV, uma vez que o respeito à liberdade de expressão e de imprensa são fundamentos das nações democráticas.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS EMISSORAS DE RÁDIO E TELEVISÃO

Continua após a publicidade
Publicidade