Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Leitores, ganhamos a eleição! Na Espanha!!! Socialistas sofrem derrota histórica

Por Luisa Belchior, na Folha: Em meio a manifestações de dimensões inéditas, a Espanha renovou ontem suas prefeituras e comunidades autônomas em eleições marcadas pela derrota política do premiê José Luis Rodríguez Zapatero. O partido socialista, de Zapatero, sofreu sua pior derrota nas urnas e foi atropelado pela principal oposição, o Partido Popular. Em uma […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 11h55 - Publicado em 23 Maio 2011, 07h19

Por Luisa Belchior, na Folha:
Em meio a manifestações de dimensões inéditas, a Espanha renovou ontem suas prefeituras e comunidades autônomas em eleições marcadas pela derrota política do premiê José Luis Rodríguez Zapatero. O partido socialista, de Zapatero, sofreu sua pior derrota nas urnas e foi atropelado pela principal oposição, o Partido Popular. Em uma espécie de termômetro para as eleições presidenciais de 2012, o PP abocanhou 11 das 13 comunidades autônomas -espécie de Estados- que participavam destas eleições, inclusive a da capital, Madri. Nas prefeituras, só não foram maioria em quatro comunidades. No total, o PP obteve 37,5% dos votos, ante 27,8% dos socialistas, que perderam feudos eleitorais como Barcelona -a cidade, que governaram nos últimos 32 anos, passará ao partido catalão Convergência e União.

Os resultados causaram terremoto político no país, onde as eleições locais têm importância quase similar à da presidencial. Comunidades autônomas e prefeituras têm muito poder de decisão e alto grau de autonomia em relação ao governo central. Na prática, Zapatero perde poder em quase todo o país no último ano de governo -ele já anunciara que não vai concorrer nas próximas eleições. Ontem, o premiê avaliou “positivamente” o pleito, apesar do fracasso do PSOE, e disse que não convocará eleições antecipadas. Zapatero relacionou os resultados da eleição, com comparecimento de quase 60%, à crise econômica que assola o país desde 2008. “Os eleitos começarão uma gestão em tempos difíceis.”

MILHARES ACAMPADOS
A derrota socialista veio a reboque do forte descontentamento popular com o governo, que culminou numa série de manifestações sem precedentes na reabertura democrática da Espanha. Há uma semana, milhares de pessoas acampam na Porta do Sol -principal praça de Madri, onde os manifestantes decidiram ficar até o próximo domingo- e em outras cidades. “Cada um tem seus motivos para vir aqui, mas todos estão descontentes com o governo”, disse o humorista Sergio de Miguel, 31. Aqui

Publicidade