Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Festival de Besteiras que Assola o País

Como quem fala das profundezas de uma verdade ancestral, vejo a ex-ministra Marina Silva no Jornal Nacional a dizer: “O pretexto de que, para a agricultura crescer, é preciso destruir a floresta é muito ruim”. Pretexto? Que pretexto? É por isso que digo que a turma da clorofila pode ser mais doida que a turma […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 11h54 - Publicado em 23 Maio 2011, 21h54

Como quem fala das profundezas de uma verdade ancestral, vejo a ex-ministra Marina Silva no Jornal Nacional a dizer:

“O pretexto de que, para a agricultura crescer, é preciso destruir a floresta é muito ruim”.

Pretexto? Que pretexto? É por isso que digo que a turma da clorofila pode ser mais doida que a turma do cânhamo. Ninguém usa isso como pretexto, não, ué. Quem acusa a agricultura de avançar no sacrossanto espaço da floresta é Marina; quem quer destruir plantações que estão à beira de riachos há décadas é Marina!

Aí vejo o líder do governo na Câmara, Candido Vaccarezza (PT-SP), a dizer que não adianta nada o Congresso aprovar uma proposta com a qual Dilma Rousseff não concorde porque ela pode vetar, e nada acontece.

É raro, difícil, sei disto, mas Vaccarezza deveria se lembrar de que existe a possibilidade de derrubada do veto presidencial.

Continua após a publicidade
Publicidade