Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Eta cartilha cara da moléstia!

Ruins estavam as coisas para o PT até ontem no caso da cartilha. Agora pioraram muito. Ricardo Berzoini, presidente do partido, agora “reconhece” que a legenda recebeu 929.940 cartilhas e “distribuiu na ocasião essas publicações aos seus diretórios e militantes, além de disponibilizá-los em eventos para os participantes dos mesmos”. Entenderam? O presidente do PT […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 23h14 - Publicado em 12 set 2006, 20h27
Ruins estavam as coisas para o PT até ontem no caso da cartilha. Agora pioraram muito. Ricardo Berzoini, presidente do partido, agora “reconhece” que a legenda recebeu 929.940 cartilhas e “distribuiu na ocasião essas publicações aos seus diretórios e militantes, além de disponibilizá-los em eventos para os participantes dos mesmos”. Entenderam? O presidente do PT houve por bem “confessar” que dinheiro público — a prestação de contas acusa a falta de R$ 11 milhões — foi usado pelo partido. Entendo. Ocorre que os representantes dos diretórios petistas dizem não ter visto a cor do material.
a) Há uma diferença na prestação de contas de R$ 11 milhões;
b) O PT assume 929.940 cartilhas;
c) Acontece que, até agora, parece que não se encontra a ordem de serviço do conjunto das cartilhas
d) Se os R$ 11 milhões eram para 5 milhões de cartilhas, e o PT recebeu perto de um milhão, onde estão os outros 4 milhões? Quem distribuiu? Ou foram R$ 11 milhões para apenas 929.940 cartilhas, o que faria delas as mais caras do mundo?
Legalista como sempre, Berozini emenda: “É função do TCU acompanhar e fiscalizar a utilização dos recursos da União com isenção e imparcialidade. O PT sempre apoiou a atuação desse instrumento de controle social. É estranho, porém, que a divulgação precipitada e distorcida desta notícia ocorra em plena campanha eleitoral, e seja tratada por alguns órgãos de imprensa como se já houvesse decisão contrária à distribuição. Isso é inaceitável.”
Lula diz que inaugura até pedra fundamental porque o Brasil não pode parar por causa de eleições. Pelo visto, o presidente do PT gostaria que oi TCU parasse… Huuummm, lá no tribunal, talvez haja quem concorde com ele, não é? Ainda que Berzoini estivesse apenas encontrando uma versão posterior para fatos anteriores, a sem-cerimônia com que admite a promiscuidade entre partido e Estado é coisa assustadora.
Publicidade