Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Eleição no PT: candidatos de esquerda acusam grupo de Falcão de compra de votos

A coisa tem lá a sua graça, vamos admitir. O deputado estadual Rui Falcão (SP) deve ser reconduzido à presidência do PT com 70% dos votos. Ninguém esperava que pudesse perder. Seus concorrentes à esquerda, no entanto, acusam a compra de votos. Leiam o que informa Germano de Oliveira, no Globo. * (…) Valter Pomar, […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 05h00 - Publicado em 11 nov 2013, 22h35

A coisa tem lá a sua graça, vamos admitir. O deputado estadual Rui Falcão (SP) deve ser reconduzido à presidência do PT com 70% dos votos. Ninguém esperava que pudesse perder. Seus concorrentes à esquerda, no entanto, acusam a compra de votos. Leiam o que informa Germano de Oliveira, no Globo.
*
(…)
Valter Pomar, da “Articulação de Esquerda”, e Markus Sokol, da ultraesquerdista “O Trabalho”, de formação Trotskista, disseram que “é fato” que, no último dia da habilitação dos candidatos aptos a votar, foram pagas mensalidades atrasadas de 311 mil filiados, dos 806 mil em dia com os pagamentos para que pudessem votar no domingo. Essa regularização teria sido encarada como “compra” de votos, mas a assessoria do PT nacional nega corrupção no processo e diz que a regularização dos pagamentos inclui eleitores de todas as tendências, inclusive a dos candidatos da esquerda.

“O Processo de Eleição Direta (PED) é viciado. Durante a campanha eleitoral, pedimos o fim do PED. No último dia para a regularização dos habilitados a votar, foram quitadas as dívidas em boletos de 311 mil petistas votantes. É evidente que o processo beneficia quem tem mais recursos dentro do partido e que domina a maioria do partido”, disse Sokol, referindo-se às “forças majoritárias” dentro do partido.

Praticamente essa é a mesma reclamação de Valter Pomar: “Um total de 806 mil petistas foram regularizados para votar no domingo. Desses, apenas 480 mil compareceram para votar (menos do que os 510 mil de 2009, a última eleição do PED). Isso significa que em torno de 300 mil tiveram a situação regularizada, com os pagamentos de boletos no último dia do processo, mas não compareceram para votar. Talvez nem soubessem que estavam em dia e que podiam votar”, disse Valter Pomar, que pretende denunciar o caso ao Diretório Nacional do partido, que se reúne no próximo dia 18, em São Paulo. Ele também atribui ao grupo de Rui Falcão o poderio dentro do partido. “Eles arregimentaram um exército eleitoral de reserva, mas não foi preciso usar todo mundo”, disse Pomar.
(…)
Falcão deverá ser o coordenador da campanha da reeleição da presidente Dilma Rousseff. Até a tarde desta segunda-feira, foram apurados 28% dos votos em que todos os cinco candidatos da esquerda, incluindo Sokol (com 1,48%) e Pomar (com 6,62%) somavam 30% dos votos (os outros três candidatos à esquerda de Rui Falcão estão o deputado Paulo Teixeira (18,31%), Renato Simões (3,13% e Serge Goulart (0,65%). Falcão está com 69,81% dos 480 mil votos. A eleição deve terminar nesta terça-feira.

Publicidade