Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Eleição em SP 2 – E continua a conspiração dos sábios…

Por José Albert Bombig, na Folha:O crescimento da candidatura de Gilberto Kassab à reeleição, segundo a mais recente pesquisa Datafolha, pôs fim à possibilidade de um acordo entre democratas e tucanos já no primeiro turno para transformar Marta Suplicy (PT) em alvo preferencial e exclusivo do prefeito e de Geraldo Alckmin. Ao invés disso, o […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 19h05 - Publicado em 25 ago 2008, 06h15
Por José Albert Bombig, na Folha:
O crescimento da candidatura de Gilberto Kassab à reeleição, segundo a mais recente pesquisa Datafolha, pôs fim à possibilidade de um acordo entre democratas e tucanos já no primeiro turno para transformar Marta Suplicy (PT) em alvo preferencial e exclusivo do prefeito e de Geraldo Alckmin. Ao invés disso, o ex-governador e candidato tucano deverá intensificar as críticas à atual administração paulistana, que tem o PSDB entre seus quadros, como forma de tentar evitar que a boa avaliação do prefeito -40% de ótimo e bom- se transfira para o candidato.
Outro flanco em que ele deverá investir para convencer o eleitorado antipetista será vender a idéia de que Kassab representa o “continuísmo”. “O Kassab é o voto conservador. O Geraldo é o voto progressista, de mudança”, afirmou ontem o deputado federal Edson Aparecido, coordenador-geral da campanha tucana.
(…)
“Nós temos discurso, o que o Geraldo não tem é dinheiro, é máquina. Nós vamos apontar os problemas da cidade”, afirmou Aparecido. O próprio Alckmin vai na mesma linha: “Não farei críticas a pessoas, mas vamos apontar os problemas que interessam ao povo”. Por enquanto, o principal alvo dos ataques continuará sendo a saúde.
A resposta foi dada por um tucano kassabista, o secretário municipal de Esportes, Walter Feldman. “Alckmin admite que a administração é boa. Querer evitar que essa aprovação se transforme em votos para o prefeito Kassab é menosprezar a inteligência do eleitor. Atacar a administração municipal que foi iniciada por Serra e tem, ainda hoje, maioria de secretários e subprefeitos do PSDB é atacar Serra e o partido.”
Assinante lê mais aqui
Publicidade