Clique e assine a partir de 9,90/mês
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Dirceu agora quer trabalhar num hotel. É, ele entende disso…

É… Tem coisa que já nasce como piada; já vem prontinha. José Dirceu pediu ao ministro Joaquim Barbosa para trabalhar durante o dia no Hotel St. Peter, em Brasília. É mesmo, é? Num hotel? Taí! É uma área de que o Zé, sem dúvida, entende. Lembram-se dessas imagens? Em 2011, VEJA flagrou Dirceu, já réu […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 16 fev 2017, 12h27 - Publicado em 26 nov 2013, 06h45

É… Tem coisa que já nasce como piada; já vem prontinha. José Dirceu pediu ao ministro Joaquim Barbosa para trabalhar durante o dia no Hotel St. Peter, em Brasília. É mesmo, é? Num hotel? Taí! É uma área de que o Zé, sem dúvida, entende. Lembram-se dessas imagens?

Dirceu encontros hotel

Em 2011, VEJA flagrou Dirceu, já réu do mensalão, comandando reuniões num quarto do hotel Naoum, em Brasília, com alguns figurões da República. O “consultor de empresas privadas” recebia regularmente altas autoridades do governo Dilma e políticos. Para quê? Não deveria ser para cuidar dos destinos da nação, uma vez que ele já não exercia mais cargo nenhum.

Para relembrar a história, clique aqui. Estiveram com ele, então, entre outros:
– Fernando Pimentel, Ministro da Indústria e Comércio (8/6);
– José Sérgio Gabrielli, presidente da Petrobras (6/6);
– Walter Pinheiro, senador (PT-BA) – (7/6);
– Lindbergh Farias, senador (PT-RJ) – (7/6);
– Delcídio Amaral, senador (PT-MS) – (7/6);
– Eduardo Braga, senador (PMDB-AM) – (8/6);
– Devanir Ribeiro, deputado (PT-SP) – (7/6);
– Candido Vaccarezza, líder do governo na Câmara (PT-SP) – (8/6);
– Eduardo Gomes, deputado (PSDB-TO) – (8/6);
– Eduardo Siqueira Campos, ex-senador (PSDB-TO) – (8/6)

Agora Dirceu diz querer trabalhar no hotel St. Peter. Não deve ser como carregador de mala — uma vez que há muito tempo outros é que carregam a sua, não o contrário. Faxina, nem pensar. Não tem cara de quem gosta de limpar sujeira.

Continua após a publicidade

Tudo bem pensado, um hotel é mesmo um lugar excelente para um presidiário continuar a fazer negócios. Não há como importuná-lo, e a natureza do estabelecimento permite o entra e sai de milhares de pessoas. Ainda que jornalistas deem plantão no lobby (o do hotel), jamais saberão se alguém entra no prédio como hóspede ou como conviva de um lobista.

St. Peter, é? Entrei na página do hotel para ver o jeitão. Interessei-me pelo item “Crenças e Valores”. Dei de cara com esta imagem:

 Página do hotel

Entendi. Crenças e valores ainda “pendentes” de conteúdo. Se Dirceu começar a trabalhar lá, esse vazio será preenchido bem depressa.

Texto publicado originalmente às 6h04
Publicidade