Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Deputada de esquerda é alvo de ação asquerosa da direita xucra!

Desde que acompanho política, nunca vi nada mais revoltante. Os decentes não foram às ruas para isso. Se preciso, vambora para a Frente Antifascista

Sou alvo hoje de um alinhamento da extrema direita. A turma resolveu me eleger como o principal inimigo. A corrente conta com o Grande Mago, a Sacerdotisa, escudeiros menores. Não posso dizer que os ataques dos petralhas são piores porque não é verdade. Embora também asquerosos, ainda perdem ligeiramente na brutalidade.

Se me pedirem uma diferença entre o comunismo e o fascismo no que respeita às relações humanas, eu a definiria assim: “Comunistas mataram ou matam em penca porque são essencialmente amorais. Se é pela causa, faça-se. A piedade é também um critério socialmente construído e ninguém tem de ceder à razão do seu inimigo”.

“Fascistas mataram e matam em nome, sim, da causa. É um fato. Mas eles gostam do que fazem, sentem prazer em ver morrer. Para um fascista, a morte não é só uma ética, como é para um comunista. É também uma estética.”

Sim, rejeitei em passado remoto, médio e recente a companhia da extrema direita. Atuei, nos limites da minha profissão e de acordo com seus primados éticos, para torná-la irrelevante na luta em favor do impeachment. Fascistas e fascistoides não são menos inimigos do liberalismo do que os comunistas. A única diferença está no prazer que sente o homicida.

Não vou publicar a foto. Não sou caça-clique. Também não direi o nome da deputada. Nem mesmo vou me apressar em saber se o que circula é ou não verdade. De resto, todo mundo já sabe a essa altura. Mas, sim, será sem a minha contribuição.

O fato é que está nas redes a foto de uma garota, com evidências de anorexia, num estado de saúde obviamente precário. Ela seria filha de uma deputada de esquerda que é notória adversária, por obvio, de tudo o que está à sua direita. A extrema direita a tem como um anátema.

Pois essa foto foi posta para circular nas redes sociais. Os autores da baixaria acusam a parlamentar de não ser uma boa mãe e a responsabilizam pela doença da filha.

Praticamente rezo aqui com os meus botões para que seja tudo falso. Peço a Deus que nem a deputada nem ninguém padeçam desse sofrimento. Mas entendam: a verdade da foto é irrelevante para revelar a monstruosidade moral.

Os que avançam sobre a deputada porque ela é de esquerda e, afinal, já brigou com o mito deles, tratam a coisa como verdadeira. E isso já basta.

Sim, eu criei o termo “petralha”; sim, eu criei o termo “esquerdopata”. Não me arrependo do combate que dei e dou ao PT. Como me disse um dos companheiros, “você é um dos três antipetistas que a gente considera realmente ruins para o partido. Essa turma que sai gritando por aí só nos ajuda”.

Bem, é verdade! A extrema direita xucra está conduzindo a esquerda de volta ao poder. Isso está aí. Isso é inequívoco.

Desde que participo do debate público, não me lembro de ter visto algo tão asqueroso. Reitero: mesmo que fosse mentira, seria verdade para os que secretam seu ódio.

Verdade ou mentira, eu me solidarizo, sim, com a deputada. E quem me conhece sabe que não o faço por hipocrisia. Não fosse por um mandamento moral, não fosse por imperativo ético, não fosse pela empatia, de que só os humanos são capazes, seria porque sou pai.

É esse tipo de comportamento que está sendo incentivado pelos linchadores de extrema direita da Internet. Infelizmente, o mercado da delinquência está sendo disputado hoje por vários grupos organizados.

Ninguém quer comprar briga com o “monstro”. Pois é, se preciso, compro.

Não sei vocês… Não fui às ruas para que gente assim se estabelecesse como uma vertente do pensamento. Combati, combato e combaterei o PT enquanto existir. Mas essa gente asquerosa me é ainda mais nefasta: seu antipetismo pode sugerir alguma proximidade.

Esses fascistas têm de ser presos.

Ah, sim: se preciso, vambora para Frente Antifascista — incluindo entre os adversários os fascistas de esquerda.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Olá Reinaldo, tu deves conhecer a Teoria da Ferradura (Horseshoe Theory), que convém a esta situação de extremismo ideológico.

    Curtir

  2. Bolsonaro terá a coragem de defender essa menina? De dizer que quem a expôs desse jeito não é muito melhor que os estupradores que dizem atacar? Que não quer ser representante de gente assim? Que não apóia esse tipo de atitude? Reinaldo, você faria isso. Por isso o admiro, embora, eventualmente, discorde de você.

    Curtir

  3. Mas, não foi a própria filha da deputada quem divulgou as fotos por meio de rede social?

    Curtir

  4. Renato Guilherme Lebrão Nunes

    Não tenho nenhuma simpatia pela deputada e sou totalmente contrário às suas idéias más, o que fizeram é realmente asqueroso. Esse pessoal da extrema direita é de uma baixeza moral de dimensões abissais.

    Curtir

  5. ricardo kenji

    1) O drama vivido pela deputada é problema particular dela.
    Foi uma infelicidade a descoberta dessas fotos, mas todos já foram adolescentes com alguma necessidade de rebelião contra os pais. O que a moça fez foi para chamar a atenção e demonstra falta de conversa com pessoas adultas e responsáveis.
    Novamente, se existe algum problema médico ou pessoal, compete à deputada e aos seus familiares agirem o mais depressa possível, porque a moça ainda tem muitos anos de vida pela frente.
    2) “Reinaldete” é aquela pessoa que passou a perseguir o Reinaldo Azevedo, simplesmente porque ele escreveu coisas que desagradaram a turba que o idolatrava. De admirado e reconhecido, passou a ser detestado e tratado como traidor.
    “Reinaldete” é o chupetinha chorão e lamuriento que não para de enviar xingamentos – a jornalista magoada é uma “Reinaldete” fanática, como alguns “sortudos” tiveram o desprazer de ver esta manhã.
    “Reinaldete” é aquela pessoa que se preocupa com a limpeza de comentários mal-educados e de baixo nível; ainda não aprendeu que o site da VEJA tem regras para o envio de “comentários” (xingamentos). Não é uma rede social ou “Facecook da vida”, que libera mensagens de ódio e palavrões de recalcados e stalkers, “em nome da democracia”.
    3) Ter o comentário aceito e publicado é uma honra, e não significa ser “Reinaldete”. Demonstra apenas ser educado e civilizado, o que os/as “Reinaldetes” não são.
    Já tive dois comentários não publicados, porque ultrapassei o limite aceitável de ironia. Não é por isso que “subi na mesa” e tornei-me “Reinaldete”.
    Sou apenas um leitor normal, como a maioria é.
    4) Os da esquerda são “Reinaldofóbicos” e dificilmente enviam ofensas ao blog, porque sabem que seria perda de tempo. Os da direita mimada são “Reinaldetes”, carentes de atenção e que continuarão a atormentar o ex-guru, porque assim é o “amor chiclete” de ex-fã e ex-marido: fica preso e não desgruda.

    Curtir

  6. Eliane Moura

    A menina precisa de ajuda urgente.

    Curtir

  7. wagner britto

    Estarei junto nesta cruzada!!!!

    Curtir

  8. Adailton Vieira

    Parabéns pela análise Reinaldo, pior que o comunismo, é o fascismo crescendo no nosso país, essa direita xucra e irracional é o pior remédio para o esquerdismo. Abaixo Olavo de Carvalho e Joice hasselman.

    Curtir