Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Concentração bancária cresce; 10 bancos têm 89% dos ativos

Por Fabrício Vieira, na Folha: A crise econômica internacional reforçou o perfil de concentração do sistema bancário do país. O que se viu nos últimos trimestres foi a ampliação da fatia controlada pelas maiores instituições financeiras. Os dez maiores bancos que operam no país, que em setembro de 2008 concentravam 84,3% dos ativos totais, ampliaram […]

Por Fabrício Vieira, na Folha:
A crise econômica internacional reforçou o perfil de concentração do sistema bancário do país. O que se viu nos últimos trimestres foi a ampliação da fatia controlada pelas maiores instituições financeiras.
Os dez maiores bancos que operam no país, que em setembro de 2008 concentravam 84,3% dos ativos totais, ampliaram sua participação para 88,9% no fim do primeiro semestre deste ano. Em setembro de 2007, o percentual estava em 80,7%. O levantamento, feito pela Folha, se baseou no ranking do setor realizado pelo BC a partir de balanços apresentados por cem bancos comerciais e múltiplos.
Segundo os dados do BC, os cinco maiores bancos viram a participação saltar de 66,3% para 77,4% do total entre setembro de 2008 e junho deste ano. Neste caso, a expansão reflete mais fortemente o impacto das operações que levaram à união de Itaú e Unibanco e BB e Nossa Caixa. É que tanto Unibanco como Nossa Caixa não estavam entre as cinco maiores instituições do país e, dessa forma, incharam o topo do ranking dos bancos.
Apesar de a crise não ter levado bancos a quebrar no país, como ocorreu nos EUA e na Europa, muitas instituições menores perderam espaço nos últimos meses por encontrarem dificuldades crescentes para manter o crédito aquecido e atrair novos aplicadores.
“Os bancos de menor porte, com exceção dos que têm uma carteira de consignado forte, foram mais afetados na crise e perderam espaço no mercado de crédito. O avanço dos grandes bancos teria sido ainda mais expressivo se não tivesse havido a opção de restringir sua carteira de crédito”, diz Luis Miguel Santacreu, analista financeiro da Austin Rating.
O crédito tem sido um dos principais motores da expansão dos resultados e do crescimento dos bancos. Durante a crise, ocorreram ao menos dois movimentos relevantes nessa área: de um lado, os bancos -com exceção dos gigantes públicos- emprestaram menos, especialmente a pessoas físicas, para minimizar os riscos de sofrer calote; de outro, as empresas reduziram a demanda por crédito, pois não sabiam o quanto a crise prejudicaria o crescimento econômico. Aqui

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    maria-maria

    Tem razão Augusto Nunes quando chama o mentecapto de “pai dos pobres e mãe dos ricos”.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Diego Almeida

    O estado trabalho para os monopólios?

    Curtir

  3. Comentado por:

    iar x

    Sr.reinaldo,
    veja se não somos os melhores vendedores de bolsas do mundo!!!
    As 10 Bolsas mais caras do mundo…
    AS BOLSAS MAIS CARAS DO MUNDO
    10 º– Marc Jacobs Carolyn Crocodile,
    R$ 63.360,00 – é feita de couro roxo de crocodilo.
    9 º – Nancy Gonzalez Porousus
    R$ 63.360,00 – feita de peles e couros exóticos.
    8 º – Fendi Selleria
    R$ 80.256,00 – feita de couros chinchila e zibelina.
    7 º – Gadino Handbag de Hilde Palladino
    R$ 81.249,00 – bolsa que traz 39 diamantes e detalhes em ouro.
    6 º – Louis Vuitton Tribute Patchwork Bag
    R$ 88.704,00 – bolsa de edição limitada, feita de 15 partes das melhores bolsas de Louis Vuitton.
    5 º – Leiber Precious Rose Handbag
    R$ 194.304,00 – A única (isso, tem só uma) bolsa do mundo feita a mão com 1.016 diamantes, 1.169 safiras Rosa e 800 turmalinas.
    4 º – Lana J. Marks Cleopatra Bag
    R$ 211.200,00 – usada por Angelina Jolie na entrega do Oscar em 2009.
    3 º – Hermès Matte Crocodile Birkin Bag
    R$ 253.440,00 – bolsa de 30 centímetros feita de couro de crocodilo e com 10 quilates de diamantes.
    2 º – The Urban Satchel Louis Vuitton Bag
    R$ 316.780,00 – Foram feitas somente 2 dúzias.
    1 º – The Chanel Diamond Forever Classic Bag
    R$ 551.232,00 – tinha que ser da Chanel. É feita de 334 diamantes com ouro branco.
    Somente 13 foram feitas no mundo inteiro.
    Todas as acima foram superadas ….aqui vem a ” HORS CONCOURS” !!!!
    Mais de 4 bilhões de reais
    ” BOLSA FAMÍLIA”
    Feita do mais puro “couro ” da classe média brasileira.

    Curtir