Clique e assine com 88% de desconto
Reinaldo Azevedo Por Blog Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

Chamem o Super-Homem para inverter o movimento da Terra e salvar o mandato de João Goulart!

Santo Deus! O senador Pedro Simon apresentou no Senado um projeto de resolução que torna sem efeito a sessão do dia 2 de abril de… 1964, que declarou a vacância da Presidência da República. O pretexto, então, é que João Goulart havia deixado o país. Ele ainda estava no Rio Grande do Sul. Dizer o […]

Por Reinaldo Azevedo - Atualizado em 16 fev 2017, 12h37 - Publicado em 20 nov 2013, 05h45

superman

Santo Deus! O senador Pedro Simon apresentou no Senado um projeto de resolução que torna sem efeito a sessão do dia 2 de abril de… 1964, que declarou a vacância da Presidência da República. O pretexto, então, é que João Goulart havia deixado o país. Ele ainda estava no Rio Grande do Sul. Dizer o quê, além de lamentar o ridículo?

Que efeito prático isso tem? Se fosse o caso de levar a sério, seria preciso declarar que, nos últimos 49 anos, todos os atos dos sucessivos governos foram ilegais porque originários de um vício primitivo. Se aquela destituição não valeu, obviamente não vale tudo o que veio depois, certo? Cabe agora ao Super-Homem inverter o movimento de translação da Terra até que a gente possa chegar àquela sessão, dar um peteleco na orelha do senador Auro Moura Andrade, que declarou vaga a Presidência, e começar tudo de novo.

Pois é… Fico cá a pensar. Que grande país não seria este, não é mesmo?, se os que foram derrotados em 1964 tivessem vencido. Basta ver os planos que tinham em mente e o que sonhavam para nós. Uma das referências era Cuba. A outra era a China, mas não esta que está aí. O que se admirava era aquela de Mao — depois a Albânia é que passou a ser a referência dos PCdoB, por exemplo. Aí vieram os homens maus e impediram que aqueles heróis realizassem seus desígnios.

Publicidade

É patético!

Por que o Brasil se planejaria para 2064? Antes, é preciso rever 1964! Sarney cochilou! Em 1987, o ex-udenista deveria ter declarado sem efeito o golpe do Estado Novo, de 1937! O Brasil hoje seria outro, não é mesmo?

Publicidade