Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
Radar Por Robson Bonin Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Gustavo Maia, Laísa Dall'Agnol e Lucas Vettorazzo. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.

Tucanos avaliam que Alckmin repete erros ao se aproximar de França

Pesquisas em poder da turma que apoia Rodrigo Garcia mostram que o eleitor conservador não quer a aproximação com o cacique do PSB

Por Robson Bonin Atualizado em 29 jun 2021, 08h46 - Publicado em 29 jun 2021, 15h28

O núcleo tucano que trabalha pela candidatura de Rodrigo Garcia ao governo de São Paulo acredita que pode se beneficiar da aproximação de Geraldo Alckmin com o PSB de Márcio França.

A leitura é de que França — nesse flerte — repete promessa feita ao próprio Geraldo em 2018 de apoio irrestrito do PSB ao seu projeto. Esse roteiro foi usado de 2015 a 2018. No momento decisivo, porém, os socialistas anunciaram apoio a Fernando Haddad, que foi derrotado por Jair Bolsonaro.

Na avaliação dos tucanos, amparada em pesquisas, o eleitor conservador, historicamente associado a Alckmin, tenderá a procurar outra opção quando for lembrado da ligação estreita de França com a esquerda. Se parceria entre os dois se confirmar, claro.

Publicidade